25 janeiro 2023 9:17
25 janeiro 2023 9:17

‘Victor não apresentava nenhum sinal de embriaguez no dia do crime’, afirma digital influencer, testemunha no caso Rafael

Yasmin D'anzicourt, que estava presente no dia da morte de Rafael, na casa noturna, foi ouvida, na tarde desta quarta-feira, 25, entre as testemunhas de defesa de Victor Campelo.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -
Na tarde desta quarta-feira, 25, a digital influencer Yasmim D’anzicourt, que esteve na casa noturna, no dia em que Victor Campelo matou o estudante de Odontologia Rafael Frota, foi ouvida pelo juiz Alessandro Braz, e pelo promotor de Justiça, Teotônio Rodrigues Soares Júnior, na tarde desta quarta-feira, 25.
A influenciadora, testemunha de defesa, disse que encontrou Victor quando chegava à festa, e que não confirma a tese de que ele estaria bêbado, na casa noturna.
“Cheguei à noite na boate, com alguns amigos. Encontrei com Victor, e ele estava sóbrio e super tranquilo, assim com sempre o encontrei, em outros lugares. Era rotineiro encontrá-lo assim. Não me recordo de nenhuma história que o Victor tenha se envolvido em algum confusão”, afirmou ela.
Yasmin relatou que, no dia do fato, teve uma breve conversa com o réu.
“Depois disso, nos separamos. Logo após, ouvi os disparos, e todos estava correndo. Vi o Victor se agachando, com a mão na virilha. Só depois soube que ele tinha se ferido. Outro homem se aproximou e pegou a arma dele. Também vi o Rafael caído no chão. Não conhecia a vítima. Victor nunca usou o fato de ser policial  para se aproveitar da profissão”, defendeu a influencer.
A Gazeta do Acre
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS