2 fevereiro 2023 6:48
2 fevereiro 2023 6:48

Promotoria japonesa indicia homem pelo assassinato do ex-ministro Shinzo Abe

Abe morreu em julho do ano passado após ser atingido por um tiro a queima-roupa.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Promotores japoneses indiciaram nesta sexta-feira (13) o homem suspeito de matar o ex-primeiro-ministro Shinzo Abe, disse um tribunal distrital local.

O Ministério Público do Distrito de Nara indiciou Tetsuya Yamagami por acusações de assassinato e também por violar as leis de armas do país.

A acusação veio após a conclusão de uma avaliação psiquiátrica de aproximadamente seis meses, de acordo com a mídia local.

Em um crime que chocou o mundo, Yamagami foi preso no local em 8 de julho depois de supostamente atirar em Abe com uma arma artesanal enquanto o ex-primeiro-ministro fazia um discurso de campanha eleitoral na cidade ocidental de Nara.

Ele teria guardado rancor contra a Igreja da Unificação por empobrecer sua família, dizendo que ela persuadiu sua mãe a doar cerca de 100 milhões de ienes (R$ 4 milhões) e culpou Abe por promover a organização religiosa.

Com informações G1

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS