31 janeiro 2023 11:48
31 janeiro 2023 11:48

‘Privilégio é invadir o STF e não encontrar bala perdida’, diz Letícia

Em sua crítica, Letícia Spiller faz referência aos casos que ocorrem anualmente no país, quando pretos e pobres, em sua maioria moradores de periferia, são mortos vítimas de "balas perdidas" nos confrontos entre policiais e criminosos.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

A atriz Leticia Spiller, 49, se manifestou sobre as cenas de terrorismo praticadas por apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) em Brasília, e destacou a conivência dos agentes de segurança com os golpistas.

Em seu perfil no Twitter, Spiller chamou de “privilégio branco” o fato de os bolsonaristas terem invadido e depredado os prédios do STF (Supremo Tribunal Federal), do Congresso Nacional e do Palácio do Planalto, “sem encontrar uma única bala perdida”.

“Privilégio branco é invadir e depredar o Congresso, o STF, o Palácio do Planalto, sem encontrar uma única bala perdida”, publicou.

Em sua crítica, Letícia Spiller faz referência aos casos que ocorrem anualmente no país, quando pretos e pobres, em sua maioria moradores de periferia, são mortos vítimas de “balas perdidas” nos confrontos entre policiais e criminosos.

Atuação da polícia foi insuficiente. No início da tarde de ontem (8), milhares de manifestantes golpistas apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro invadiram o Congresso Nacional, o Palácio do Planalto e o prédio do STF.

Eles provocaram caos e depredação. O plenário do STF, onde os ministros se reúnem, foi destruído pelos extremistas.

Convocada para agir, a tropa de choque da PM (Polícia Militar) foi enviada por volta das 16h30 deste domingo, mas demoram cerca de 1h30 para chegar à Esplanada e expulsar os golpistas.

Mesmo assim, a postura adotada pelos agentes foi insuficiente e eles não conseguiram conter os principais atos de vandalismo cometidos pelos bolsonaristas.

(FOLHAPRESS) 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS