1 fevereiro 2023 7:16
1 fevereiro 2023 7:16

Policial federal que matou homem em boate de Rio Branco vai a júri popular nesta terça-feira

Ele será julgado por homicídio simples, com pena de seis a 20 anos de prisão

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O policial federal Victor Manoel Fernandes Campelo, acusado de matar Rafael Chaves Frota em uma boate de Rio Branco no dia 02 de julho de 2016, vai a júri popular nesta terça-feira (24). O policial foi preso em flagrante e teve a prisão convertida em preventiva durante a audiência de custódia no ano do crime.

Em agosto de 2016 foi expedido o alvará de soltura, que possibilitou o acusado a reassumir o trabalho na PF, porém em outro estado. A defesa alegou legítima defesa no recurso apresentado ao Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), que foi negado posteriormente.

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) também negou o pedido da defesa. Agora, o destino do policial acusado está nas maõs de sete jurados, ele será julgado por homicídio simples, com pena de seis a 20 anos de prisão.

Na Cidade da Justiça, os jurados vão ouvir as informações das cinco testemunhas arroladas pelo Ministério Público do Acre e dez testemunhas da defesa. Devido à complexidade do caso, o Júri Popular deve se estender por mais de um dia, havendo a previsão de que a sentença seja prolatada até dia 27 de janeiro de 2023.

Por Amanda Oliveira

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS