1 fevereiro 2023 7:54
1 fevereiro 2023 7:54

Polícia Militar recuperou quase 600 veículos roubados e apreendeu mais de 540 armas em 2022, no Acre

Dados operacionais da corporação foram apresentados nesta terça-feira. Além dos veículos, mais de 540 armas de fogo foram apreendidas e quase 7 mil pessoas conduzidas às delegacias.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O prédio do Quartel do Comando Geral (QCG) foi o local escolhido para apresentação, na manhã desta terça-feira, 24, dos dados operacionais da Polícia Militar do Acre, referentes ao ano de 2022. Na oportunidade, a instituição deflagrou a Operação Sentinela em toda Rio Branco.

Com números expressivos ao longo de 2022, nos quesitos de prevenção e repressão, a instituição se mostrou firme no fortalecimento da Segurança Pública, com emprego direcionado de sua tropa, em virtude de um planejamento estratégico realizado pelo comando da corporação.

Foram 10.560 operações em todo o estado do Acre; mais de 230.000 pessoas abordadas; 574 veículos roubados ou furtados recuperados; 542 armas de fogo apreendidas; 1.764 apreensões de drogas e 6.984 pessoas conduzidas à delegacia.

O comandante-geral da PMAC, coronel Luciano Dias Fonseca, destacou o trabalho da instituição. “Com um planejamento e o emprego operacional da corporação em todos os municípios do estado do Acre, conseguimos alcançar esses números expressivos, pois temos um portfólio de serviços oferecidos à comunidade, como radiopatrulha, ambiental, trânsito, entre outros”, disse o comandante satisfeito com empenho da corporação.

Estiveram presentes na solenidade, o subcomandante-geral da PMAC, coronel Emílio Virgílio e os comandantes das unidades operacionais da capital e dos batalhões especializados.

Operação Sentinela

Durante a solenidade, também foi deflagrada a “Operação Sentinela”, que irá ocorrer, inicialmente, em toda Rio Branco. A ação policial agregará todas as unidades operacionais de área, especializadas e comunitárias da instituição, tendo como viés uma aproximação maior com a comunidade.

A tenente-coronel Jokebed Taveira, comandante do Policiamento da Capital e região Metropolitana (CPCM), falou um pouco sobre a operação. “Vamos trabalhar em diversas frentes, onde, com frequência, iremos mudar o foco dela à medida que for necessária e de acordo com os dados obtidos por ela. Será um trabalho que envolverá também a Polícia Comunitária, como a Patrulha Maria da Penha e a Escolar, ações que se aproximam da comunidade”.

Registro em ocorrência

O emprego inteligente e direcionado da tropa, possibilita melhores resultados. Foto: Arquivo.

A Polícia Militar do Acre (PMAC) conta com um Setor de Análise Criminal, que recebe, entre outras, as ocorrências geradas via 190. O acesso a tais dados possibilita um planejamento técnico e adequado das ações e operações policiais, como conta a major Ana Cássia Monteiro, comandante do 3° Batalhão, que desencadeou no último final de semana três operações na parte alta da capital.

“Nós só temos condições de trabalhar com efetividade e estratégias eficazes, com informações adequadas, que recebemos por meio dos canais disponíveis, seja por meio de uma informação à guarnição de serviço, seja por meio do 190, que você pode ligar e realizar uma denúncia anônima. Assim podemos empregar a tropa no local certo e adequado”, disse a oficial.

Assessoria

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS