31 janeiro 2023 11:20
31 janeiro 2023 11:20

Os saques em dinheiro vivo nos cartões corporativos de Bolsonaro

Ao longo de todo o governo, Jair Bolsonaro fez diversos saques em dinheiro vivo no cartão corporativo da Presidência da República

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

As notas fiscais dos gastos nos cartões corporativos da Presidência da República no governo de Jair Bolsonaro revelam a existência de dezenas de saques em dinheiro vivo. Documentos encontrados pela coluna no acervo publicado pela Fiquem Sabendo, organização que vem publicando as notas fiscais dos gastos do governo do ex-presidente, indicam diversas retiradas de dinheiro em espécie ao longo de todo o mandato. Na semana passada, a coluna de Rodrigo Rangel, no Metrópoles, revelou que um inquérito no Supremo Tribunal Federal identificou o uso dos cartões corporativos da Presidência para, com esses saques, fazer uma espécie de caixa dois de Bolsonaro.

No acervo, é possível encontrar saques sequenciais feitos na agência do Banco do Brasil do Palácio do Planalto, com valores que variam de R$ 500 a R$ 1.000. Uma das notas mostra, inclusive, que no dia 11 de junho de 2021, foram feitos quatro retiradas de mil reais em um intervalo de dois minutos. O saque foi feito pelo servidor Vanerlei Silveira.

Quatro dias antes, no dia 8 de junho, o sargento Weisder Barros Galvão, lotado como assistente no Gabinete de Segurança Institucional (GSI) fez um saque de R$ 1.000 e outro de R$ 500 em um intervalo de dois minutos. Segundo consta na nota, o valor retirado foi para pagar excesso de bagagem.

Metrópoles

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS