26 janeiro 2023 8:13
26 janeiro 2023 8:13

Número de espiões russos presos na Europa está crescendo

Escândalo de espionagem mais recente redunda em sentença de prisão perpétua na Suécia.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

As detenções de europeus acusados de espionagem relacionada com a Rússia aumentaram nos últimos anos. O episódio mais recente culminou numa sentença de prisão perpétua na Suécia por “espionagem agravada”.

Na quinta-feira (19), a Justiça sueca condenou Peyman Kia, de 42 anos, à prisão perpétua por espionar para Moscou e seu serviço de informações militar, GRU, durante uma década. O irmão do réu foi sentenciado a nove anos e dez meses por cumplicidade no crime.

“Os irmãos, de forma conjunta e concertada, sem autorização e com o objetivo de servir a Rússia e o GRU, adquiriram, transmitiram e divulgaram informações cuja divulgação a uma potência estrangeira pode afetar a segurança da Suécia”, justificou o tribunal.

O ex-agente de informações sueco Kia recolheu informações sigilosas que o irmão mais novo entregou ao GRU, entre 2011 e 2021. Durante esse período, o principal condenado serviu as forças de segurança suecas, Säpo, bem como o serviço secreto militar.

O escândalo de espionagem foi descrito como o maior da história recente do país e um sinal de infiltração da espionagem russa no coração dos serviços secretos da Suécia.

Com informações G1

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS