1 fevereiro 2023 9:53
1 fevereiro 2023 9:53

Não é o vaso sanitário: descubra qual o item mais sujo da casa

O biomédico Roberto Figueiredo explica o ritual de descontaminação necessário para evitar a proliferação de bactérias na casa

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Aquele ditado que é comum ouvir de donos de casa de que “o trabalho doméstico não acaba” é real. Contudo, mesmo quando você acha que acabou, algo pode não estar tão limpo quanto parece. Alguns itens passam desapercebidos e, pasmem, são usados justamente para higienizar o lar.

Em entrevista ao site Uol, o biomédico Roberto Martins Figueiredo, mais conhecido como Dr. Bactéria, contou que a esponja de lavar louça é o objeto mais contaminado da casa. “Reúne água e restos de alimento, sendo esconderijo perfeito para qualquer micro-organismo ou germe que adora ficar em um local desses”, disse o expert.

Ele analisou ainda que o item é um possível causador de contaminação cruzada. “Pode, por exemplo, levar a salmonella de um frango para outros utensílios, no papel de vetor”, explicou.

Esponja de pia
Esponja de pia são um dos espaços preferidos das bactérias

Como limpar?

Segundo o especialista, é possível desinfetar diariamente a esponja em uma solução de três colheres de sopa de água sanitária para um litro de água. Deixe o objeto nesse molho por 10 minutos. “Outra opção é fervê-la por três minutos ou, ainda, lavá-la, envolvê-la no papel-toalha e colocar no micro-ondas por dois minutos”, exemplificou.

Contudo, ainda assim, sua vida útil não deve passar de uma semana. “Dificilmente as pessoas vão ter esse hábito de desinfecção. Vale investir em esponjas que se autodesinfetam. São aquelas que têm íons de prata, que matam bactérias. Se você pegar uma esponja comum depois de dois ou três dias, ela tem um cheiro ‘nojento’, e essa de prata praticamente não cheira”, comentou.

Metrópoles

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS