3 fevereiro 2023 8:05
3 fevereiro 2023 8:05

Mulher e filhos de 3 meses e 6 anos são resgatados de cárcere privado no interior do Acre; marido foi preso

Vítima era impedida de sair de casa com os filhos desde sábado (15). Ela estava com um olho roxo e contou que era ameaçada pelo marido com um punhal.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Uma mulher e os dois filhos, um bebê de 3 meses e outra criança de 6 anos, foram resgatados por equipes das polícias Civil e Militar de uma casa onde eram mantidos em cárcere privado em Cruzeiro do Sul, interior do Acre. O suspeito do crime é marido da mulher e pai das crianças. Ele tem 31 anos e foi preso por ameaçar, agredir e não deixar a família sair.

O resgate foi feito na tarde dessa terça-feira (17) após as equipes policiais receberem uma denúncia anônima informando que uma mulher estava sendo agredida e era impedida de sair de casa com os filhos pelo marido.

Com uma equipe de policiais da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) e da Polícia Militar, o delegado Rômulo Carvalho foi até a residência e tentou negociar a liberação das vítimas.

“Chegando lá constatamos que a vítima [mulher] estava com o olho roxo, havia sido agredida pelo companheiro. Pedimos, de uma forma tranquila, para o suspeito colaborar e a vítima sair da residência com os filhos. O suspeito não permitiu a saída da vítima da residência, tentou intimidá-la na frente da guarnição e deste delegado, momento em que foi dada voz de prisão e foi conduzido para delegacia”, confirmou.

Ainda segundo o delegado, a vítima disse que o marido a mantinha presa desde sábado fazendo constantes ameaças com um punhal. Na madrugada de domingo (16), a vítima revelou que levou um soco no olho desferido pelo marido.

Homem foi levado para Deam de Cruzeiro do Sul — Foto: Arquivo/Polícia Civil

“Não estava permitindo ela sair da residência, então, estava em uma situação de opressão mesmo. O celular dela estava com ele, na hora que nós chegamos ela disse que ele estava instalando um aplicativo espião para impedi-la de conversar com outras pessoas, vigiar e monitorar a vida dela. A polícia conseguiu dar a ela essa liberdade e poder para sair desse cárcere”, confirmou.

Na casa, a polícia apreendeu o punhal usado para ameaçar a mulher e também algumas trouxinhas de drogas. Conforme o apurado, o suspeito é usuário de cocaína. “Depois que passou a usar essa substância ficou mais agressivo com a vítima, de modo que ela estava em uma situação muito complicado”, lamentou.

Carvalho acrescentou que a mulher será inserida na rede de proteção às vítimas de violência doméstica e também de programas sociais. “Os filhos dela devem ter também um suporte da assistência social do estado, a delegacia também está de prontidão se ela precisar de alguma coisa. Foi colocada na casa abrigo e, de lá, tomou um destino que achou melhor para se sentir segura e livre dessa violência que vivenciava”, destacou.

O suspeito passou por audiência de custódia nesta quarta-feira (18) e teve a prisão preventiva decretada.

Fonte: G1ACRE

 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS