2 fevereiro 2023 9:48
2 fevereiro 2023 9:48

Morto em confronto com a polícia tinha 23 anos e estava com Hilux roubada

Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Foi identificado como Adolfo Paez Canteiro, de 23 anos, o homem que morreu em um confronto com policiais militares na manhã deste sábado (14), na BR-162, em Dourados, a 224 quilômetros de Campo Grande. Ele era morador da cidade de Ponta Porã.

De acordo com informações policiais, ele conduzia uma caminhonete Toyota Hilux prata ano 2019, roubada em Ibitinga (SP), e seguia em direção à fronteira pela MS-162, que liga a cidade de Dourados ao distrito de Itahum.

Segundo o Dourados Informa, no posto da Polícia Militar Rodoviária no distrito de Picadinha, a 21 km do centro de Dourados, Adolfo desrespeitou a ordem de parada e fugiu em alta velocidade. Houve perseguição por pelo menos três quilômetros. Durante a fuga, o motorista cortou lavouras de soja, arrebentou cercas, saltou curvas de nível e parou ao lado de uma mata, onde pretendia se esconder.

Adolfo estava armado com revólver calibre 38 com cinco cartuchos, ele conseguiu disparar quatro tiros contra os policiais que também revidaram ao ataque e conseguiram atingir o suspeito.

Ele foi socorrido pelos próprios policiais e encaminhado para o Hospital da Vida, mas ele não resistiu aos ferimentos e morreu instantes depois.

Ainda conforme o site, a caminhonete estava com placa falsa de Mato Grosso do Sul. Os policiais acreditam que o rapaz tentava chegar ao Paraguai com o veículo roubado. Para evitar a BR-463, ele seguiria até o distrito de Nova Itamarati para depois cruzar a linha internacional.

Topmídia News

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS