24 janeiro 2023 5:19
24 janeiro 2023 5:19

“Meu apoio à reeleição do governador Gladson se deu pela nossa boa parceria” afirma prefeito de Assis Brasil

Jerry Correia foi expulso do Partido dos Trabalhadores na noite desta segunda-feira, 16 de janeiro

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O Partido dos Trabalhadores no Acre (PT-AC) decidiu expulsar o prefeito de Assis Brasil, Jerry Correia, por infidelidade partidária. Além dele, foi expulso também o prefeito de Mâncio Lima, Isaac Lima, juntamente com alguns vereadores.

No dia 13 de dezembro de 2022 já havia ocorrido a expulsão da prefeita de Brasileia, Fernanda Hassem, também por infidelidade partidária, por apoiar abertamente a reeleição do governador Gladson Cameli na eleição de outubro de 2022, e, assim, irritar alguns militantes do partido.
A decisão sobre a expulsão de Jerry Correia foi tomada na noite desta segunda-feira (16), e, em seguida, o presidente do Partido dos Trabalhadores, Cesário Campelo Braga, divulgou um comunicado nas redes sociais falando sobre a expulsão.
Em conversa com a equipe de reportagem da TV Gazeta, Correia disse não ter decidido sobre o novo partido, porém afirmou querer seguir com “as bênçãos” do atual governador, Gladson Cameli, do Progressistas.
“Sobre minha saída do PT, respeito à decisão do partido, pois são questões estatutárias. Contudo, o motivo de meu apoio à reeleição do governador Gladson se deu pela boa parceria desde que assumimos a gestão. Isso é refletido na aprovação que os moradores demonstram em relação à nossa gestão. Além disso, o partido, em momento algum construiu um projeto de candidatura ao governo, decidindo pleitear o cargo horas antes das convenções. Tanto é que o PT local sempre se posicionou contrário à minha expulsão”, afirma Jerry.
Por: Claudya Oliveira
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS