31 janeiro 2023 11:52
31 janeiro 2023 11:52

Menino de 6 anos é preso após atirar em professora na Virgínia, diz polícia

Chefe da política disse que a docente foi baleada dentro de uma sala de aula e acrescentou que “não foi um tiro acidental”.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Um menino de 6 anos está sob custódia da polícia depois de atirar em uma professora na Richneck Elementary School em Newport News, Virgínia, nos Estados Unidos, na tarde de sexta-feira (6), informou o chefe de polícia Steve Drew em entrevista coletiva.

“O indivíduo é um estudante de seis anos. Ele está agora sob custódia da polícia”, disse Drew. “Entramos em contato com nosso advogado da comunidade e algumas outras entidades para nos ajudar a obter os melhores serviços para esse jovem.”

Drew disse que a professora – que está na casa dos 30 anos – foi baleada dentro de uma sala de aula e acrescentou que “não foi um tiro acidental”.

O delegado disse que houve uma briga entre a professora e o aluno, que estava com a arma de fogo, e que houve um único disparo.

Drew, que havia dito anteriormente que a professora estava em estado crítico. Ele havia dito anteriormente que seus ferimentos foram considerados fatais, mas que houve “alguma melhora na última atualização”.

Não haviam outros alunos envolvidos, disse o chefe. A investigação está em andamento.

“Vamos fazer a investigação, há perguntas que queremos fazer e descobrir. Quero saber de onde veio aquela arma de fogo, qual era a situação”, acrescentou Drew.

A Richneck Elementary School estará fechada na segunda-feira (9), de acordo com o Superintendente das Escolas Públicas de Newport News, Dr. George Parker.

“Estou em choque e desanimado”, disse Parker na coletiva de imprensa de sexta-feira. “Precisamos educar nossos filhos e precisamos mantê-los seguros”.

“Precisamos do apoio da comunidade, apoio contínuo, para garantir que as armas não estejam disponíveis para os jovens e estou soando como um disco quebrado hoje, porque continuo a reiterar isso: precisamos manter as armas fora das mãos de nossos jovens”, disse o superintendente.

As autoridades também estão investigando quaisquer ocorrências passadas que possam ter ocorrido antes do tiroteio, acrescentou Parker.

Via CNN Brasil

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS