2 fevereiro 2023 12:13
2 fevereiro 2023 12:13

Menino de 10 anos dirige em rodovia federal por mais de 50 km ‘para salvar o pai’

O pai do menor estava viajando. À polícia, o menino disse ter recebido uma ligação de um desconhecido 'ameaçando' o pai de morte.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Um menino, de apenas 10 anos, foi encontrado em um posto de combustíveis, em Paraíso das Águas (MS), após dirigir por mais de 50 km pela BR-060. À polícia, o menor disse que recebeu uma ligação de um desconhecido “ameaçando o pai de morte” e estava indo a Campo Grande “para salvar o pai dele”. O caso ocorreu nessa terça-feira (17) e foi registrado nesta quarta (18).

De acordo com o relato do menor de idade e, confirmado pela Polícia Militar, o menino mora com o pai em Chapadão do Sul. Na terça, o responsável saiu da cidade e foi a Campo Grande realizar um procedimento médico e deixou o menor sob os cuidados dos irmãos.

Em depoimento especial à Polícia Civil e junto ao Conselho Tutelar, o menino disse que horas após o pai e a madrasta saírem de viagem, ele recebeu uma ligação de um desconhecido ameaçando o responsável dele de morte.

“A criança entrou no carro que estava na garagem, deu ré e saiu em direção a Campo Grande onde seu pai estava”, detalha o boletim de ocorrência.

Antes de encontrar a criança no posto de combustíveis, a polícia recebeu uma denúncia de que um carro estava dirigindo de forma perigosa pela BR-060, entre os municípios de Chapadão do Sul e Paraíso das Águas.

Após viajar por mais de 50 km em uma rodovia federal, o menino decidiu estacionar o veículo em um posto de combustíveis em Paraíso das Águas. No local, os frentistas se espantaram com a situação e logo acionaram a Polícia Militar.

À polícia, o menino deu a versão de que tinha saído de casa “para salvar o pai”. Ao confirmar que a ocorrência envolvia um menor, o Conselho Tutelar foi acionado e passou a acompanhar o caso.

Depois de conversar com o menino, o pai da criança foi identificado em Campo Grande e confirmou que teria ido à capital para realizar um procedimento médico. Em depoimento prévio, o pai do garoto disse ter deixado o filho sob os cuidados de uma outra filha de apenas 14 anos.

O caso foi registrado como “abandono de incapaz” pela Polícia Militar. Toda a ocorrência será investigada pela Polícia Civil em Chapadão do Sul, onde o menino mora. Além de ter sido notificado pelo Conselho Tutelar, o pai do garoto ainda vai ser intimado e deve responder pelo crime.

Com informações g1

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS