25 janeiro 2023 12:08
25 janeiro 2023 12:08

Marcos do Val diz que quebra de sigilos de Bolsonaro têm ‘zero possibilidade’ de revelar crimes

Presidente Lula assinou despacho determinando que a Controladoria-Geral da União reavalie, no prazo de 30 dias, decisões que impuseram sigilo de 100 anos sobre documentos e informações da Administração Pública

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Em primeiro ato após posse presidencial, ocorrida neste domingo, 1, em Brasília, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) determinou a revogação de decretos assinados na gestão anterior. Além disso, o presidente também assinou um despacho determinando que a Controladoria-Geral da União reavalie, no prazo de 30 dias, decisões de Jair Bolsonaro(PL) que impuseram sigilo de 100 anos sobre documentos e informações da Administração Pública. Nesta terça-feira, 3, em entrevista à Jovem Pan News, o senador Marcos do Val(Podemos), que foi aliado do governo de Bolsonaro, negou a possibilidade de crimes serem revelados com a quebra dos sigilos: “Acho que são coisas de questão pessoal”.

“Tem coisas que, mesmo a gente sendo figura pública, não precisa divulgar. Se tem essa lei que permite sigilo de 100 anos, não vão fazer isso para esconder corrupção. Se não, o atual presidente, o qual foi condenado por corrupção em três instâncias, podia ter colocado em sigilo artimanhas do governo anterior para tentar esconder seus crimes. Acho que é da área mais pessoal, questões que envolvem à família e se ele tomou vacina, ou não. Mas, a questão de algo ilícito ou crime tem zero possibilidade. Se não, todos os presidentes fariam uso desse silêncio de 100 anos”, argumentou o parlamentar.

Com informações Jovem Pan

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS