2 fevereiro 2023 9:04
2 fevereiro 2023 9:04

Inteligência artificial identifica povo indígena desconhecido no Acre

O sistema, que ainda não tem um nome definido, utiliza uma tecnologia capaz de identificar feições (características da mata, visíveis do espaço, por exemplo um tipo de vegetação ou desmatamento) na floresta em imagens de satélite.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O pesquisador e chefe da Coordenação Geral de Índios Isolados e de Recente Contato (Cgiirc), Geovânio Katukina está utilizando a inteligência artificial para identificar povos indígenas ainda desconhecidos. A pesquisa é seu projeto de mestrado em Sustentabilidade pela Universidade Federal de Brasília (UNB).

Em entrevista à Folha de São Paulo, o pesquisador disse que a tecnologia já identificou indícios da existência de povos indígenas desconhecidos no Acre, Amazonas, Roraima e Mato Grosso.

O pesquisador Geovânio Katukina é chefe da Coordenação Geral de Índios Isolados e de Recente Contato (Cgiirc). Foto: Victor Peres/Funai

O sistema, que ainda não tem um nome definido, utiliza uma tecnologia capaz de identificar feições (características da mata, visíveis do espaço, por exemplo um tipo de vegetação ou desmatamento) na floresta em imagens de satélite.

Foi esse sistema que conseguiu encontrar sinais de um tapiri na região do Parque Juruena, no norte de Mato Grosso, onde há mais de 30 anos a Funai investiga a existência de um povo nunca contatado.

Apesar de citar o Acre, o pesquisador não dá detalhes sobre a possível descoberta no estado.

Com informações da Folha de São Paulo 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS