31 janeiro 2023 11:38
31 janeiro 2023 11:38

Família é rendida e assaltantes fogem levando mais de 360 mil reais

Uma casa foi invadida por dois homens armados, durante a noite, que renderam uma família e passaram a exigir dinheiro.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O crime aconteceu na de quarta-feira, 11, no município de Ipixuna no Amazonas. Uma casa que fica na mesma área do estabelecimento comercial, na rua Edmar Herculano, no centro da cidade, foi invadida por dois homens armados, durante a noite. Os criminosos renderam a família e passaram a exigir dinheiro e arma.

“Vieram por trás, pularam o muro da casa mataram primeiro o cachorro que amanheceu o dia morto. Deram veneno antes de entrar no quintal. Depois eles entraram na casa, afrouxaram as lâmpadas, pegaram fita, tudo que eles adquiriram aqui dentro de casa. Um estava com a arma de fogo, já o outro estava com a faca da cozinha aqui de casa. Então eles pegaram fita, pegaram as duas mochilas de aula do meu filho estudar que era pra colocar o dinheiro dentro”, contou uma das vítimas que preferiu não se identificar.

A família que possui um comércio no mesmo endereço da residência foi obrigada a abrir o cofre, onde estava uma considerável quantia em dinheiro que seria utilizada para o pagamento de funcionários e fornecedores. No cofre estavam ainda armas que foram levadas pelos bandidos.

“Deixaram minha mãe e eu dentro do banheiro com fita passado no braço e na boca e o meu filho em cima da cama passado fita no braço e na boca também. E os bandidos sabiam que meu pai tinha arma. Além do rifle que levaram, eles sabiam que o meu pai tinha um revólver. Só que o meu pai andava com a arma dele para a fazenda, mas eles tinham certeza de que meu pai possuía um revólver”.

Após cometer o crime os homens seguiram rumo ao porto da cidade onde roubaram uma embarcação e fugiram.

Segundo a vítima os criminosos deixaram a residência por volta das 2 e 30 da madrugada de quarta-feira. Após se desvencilhar das fitas que amarravam os braços, foram a delegacia, mas nada foi feito.

“Eu ainda cheguei na delegacia de Ipixuna   com a fita do meu braço, só tinha um policial que estava dormindo. Não tinha reforço, não tinha como fazer rondas, corrigir as ruas. E a polícia civil nem apareceu para fazer perícia. Vieram no sábado, quatro dais depois, a gente já tinha concertado tudo, portas janela, não tinha mais nem sentido. E nós que ficamos com o prejuízo de quase meio milhão de reais”, contou

A suspeita é deque os criminosos tenham chegado ao município Ipixuna no início da tarde, de terça-feira, 10, em uma embarcação vindos de Cruzeiro do Sul. Os dois teriam se hospedado em hotel e fecharam a conta horas antes de cometer o crime.

”Mas infelizmente não teve investigação. Nenhuma. Não teve nenhum tipo de investigação. Os principais suspeitos, nenhum foram presos. Temos imagens do carro no hotel, do homem. Até ligações anônimas eu já recebi informando que existe pessoas aqui de dentro da cidade envolvida nesse roubo milionário. Mas acreditamos que os autores tenham fugido para Cruzeiro do Sul e ninguém faz nada”, desabafou.

Com informações Juruá 24horas

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS