1 fevereiro 2023 1:33
1 fevereiro 2023 1:33

Congressistas americanos falam em extradição de Bolsonaro

"Bolsonaro foi um líder autoritário e eu apoio a liderança eleita democraticamente no Brasil" disse deputado americano

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O deputado democrata Joaquín Castro, do estado norte-americano do Texas, nos Estados Unidos, pediu a extradição do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) ao Brasil para responder pelos ataques terroristas à Esplanada dos Ministérios, em Brasília, neste domingo (8).

Bolsonaro foi um líder autoritário e eu apoio a liderança eleita democraticamente no Brasil. E ele basicamente usou a cartilha de Trump para inspirar terrorismo doméstico e tentar tomar o governo. [Os ataques em Brasília] lembram muito [os ataques ao Capitólio em] 6 de janeiro [de 2020] nos Estados Unidos“, comparou em conversa com a emissora CNN.

Agora mesmo, Bolsonaro está em Flórida e ele está, na verdade, bem próximo de Donald Trump. Ele deveria ser extraditado para o Brasil. Foi reportado que ele estava sob investigação por corrupção e fugiu do Brasil para os Estados Unidos“, sugeriu o deputado.

Jair Bolsonaro está na Flórida, passeando com Donald Trump. Ele é um homem perigoso e deveria ser mandado ao seu país natal, Brasil”, reforçou Castro. “Bolsonaro não deveria estar na Flórida, os Estados Unidos não deveria ser um refúgio para esse autoritário, que inspirou terrorismo doméstico no Brasil.

Também do Partido Democrata, Alexandria Ocasio-Cortez, representante de Nova York, também se pronunciou sobre os ataques em Brasília e defendeu a extradição de Bolsonaro: “Quase dois anos desde que o Capitólio dos Estados Unidos foi atacado por fascistas, nós vemos movimentos fascistas tentando fazer o mesmo no Brasil“, começou no Twitter.

Nós devemos nos solidarizar com o governo democraticamente eleito de Lula. Os Estados Unidos devem parar de conceder refúgio a Bolsonaro na Flórida“, completou AOC.

Yahoo!

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS