1 fevereiro 2023 4:06
1 fevereiro 2023 4:06

Concurso Banco do Brasil: diretor fala sobre convocações e mais

Diretor de Gestão da Cultura e de Pessoas, Thiago Borsari, fala sobre concurso Banco do Brasil 2023

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Com inscrições abertas até o dia 24 de fevereiro, o concurso Banco do Brasil oferece 6 mil vagas para escriturário, cargo que exige o nível médio completo. Para falar sobre a seleção, Folha Dirigida entrevistou o diretor de Gestão da Cultura e de Pessoas do BB, Thiago Borsari.

Nesta entrevista, ele tira dúvidas sobre a realização das provas e a possibilidade de acumulação de cargos no banco, além de falar sobre as expectativas do BB em relação ao número de inscritos e convocação de aprovados. Confira!

Saídas e expectativa de convocações

Segundo, Thiago Borsari, por ano, em média, 2 mil funcionários se aposentam no Banco do Brasil.

Desta forma, o BB se prepara para convocar os candidatos aprovados, na medida em que surgirem oportunidades, e, durante a validade do concurso. As primeiras chamadas ocorrerão a partir do segundo semestre deste ano.

“No caso de surgimento de novas vagas, os candidatos do cadastro de reserva também poderão ser convocados”, confirma o diretor do BB.

Vale lembrar que, no edital anterior, publicado em 2021, todos os aprovados foram convocados logo no primeiro e único ano de validade. Diante da celeridade nas convocaçõs, o BB não prorrogou o prazo por mais um ano, como permitia o edital.

Apesar de ter convocado mais de 4 mil aprovados no edital de 2021, um novo concurso é realizado pelo BB. Segundo o diretor, isso ocorre em meio à necessidade de ampliar os quadros.

“É necessário somar novos talentos ao nosso time qualificado e ampliar o número de funcionários com competências digitais desenvolvidas. Por isso, neste concurso, temos oportunidades para atuação como agente comercial ou agente de tecnologia”, explica o diretor.

Ainda segundo o diretor, o BB não conta com uma quantidade limite de vagas definida por lei. Atualmente, cerca de 18 mil escriturários atuam no banco.

O novo concurso também ocorre em um momento em que o BB busca novos funcionários com competências digitais e conhecimentos em TI, assim como para o relacionamento e negócios.

“Uma estratégia do BB para manter-se competitivo em um cenário com fintechs, startups, e empresas de diversos outros segmentos que estão se valendo da tecnologia digital para conquistar espaço no mercado financeiro”, explica o diretor.

Dúvidas sobre as provas e lotação dos aprovados 

Com a abertura de mais um concurso Banco do Brasil, concurseiros de todo país ainda têm dúvidas sobre a realização das provas e lotação dos aprovados.

Questionado sobre a possibilidade de um candidato realizar a avaliação em uma cidade/estado que não a escolhida para lotação, Thiago Borsari explica que não existe esta opção.

“Os locais onde os candidatos farão as provas está relacionado à UF/macrorregião/microrregião escolhida no momento da inscrição”, explica o diretor.

Já em relação à lotação destes aprovados, o diretor explica que, conforme previsto no edital, o candidato, ao se inscrever em determinada região, estará vinculado ao estado, macro e microrregião escolhidos, sendo estes usados nos critérios de classificação e contratação.

Concurso pode ter recorde de inscritos

Com uma oferta de vagas superior ao edital de 2021, o novo concurso Banco do Brasil pode atrair mais de 1,5 milhão de inscritos, número registrado na seleção anterior.

Caso consiga, este será o maior concurso da história do país. “Com a oferta significativa de vagas, em especial na área de Tecnologia, acreditamos que essa marca poderá ser ultrapassada”, diz Thiago Borsari.

Em relação à oferta de vagas, o diretor de Gestão da Cultura e de Pessoas do BB ressalta que, diferente do último edital, o novo conta com oportunidades para a área de TI também em São Paulo.

Na edição de 2021, as vagas para este setor foram destinadas apenas para Brasília DF. A inclusão do Estado de São Paulo ocorre, segundo o diretor, porque a Diretoria de Tecnologia possui parte de uma de suas gerências na capital paulista.

Diretor de Gestão da Cultura e de Pessoas do BB, Thiago Borsari, fala sobre o concurso Banco do Brasil 2023 (Foto: Divulgação)
Diretor de Pessoas do BB, Thiago Borsari, fala sobre o concurso Banco do Brasil 2023 (Foto: Divulgação)

Crescimento no BB e possibilidade de acumulação de cargos

O cargo de escriturário é o primeiro passo dentro do Banco do Brasil, mas, após o ingresso, o BB oferece diversas formas de crescimento interno.

Segundo Thiago Borsari, o crescimento profissional é baseado na meritocracia, que resulta do bom desempenho das atividades, cumprimento de metas e análise curricular, e ocorre por meio de sistema de recrutamento de talentos e seleções internas.

“Há incentivo constante para o desenvolvimento profissional realizado pela Universidade Corporativa do Banco do Brasil (UniBB), além do bom desempenho e análise curricular. Temos cerca de 94 funções no rol do Plano de Funções do BB e reconhecemos em ascensão em torno de 16.500 talentos por ano, ou seja, os novos colegas podem esperar muitas oportunidades de crescimento profissional dentro do BB”, explica o diretor de Pessoas do banco.

Desta forma, por meio de processos seletivos internos abertos a todos, o banco oferece oportunidades de ascensão, desde os primeiros cargos da carreira até os de liderança.

“Existem inúmeras oportunidades para o funcionário atuar em sua área de formação e interesse, em setores específicos como Gestão de Pessoas, Jurídico, Marketing, entre outros. Inclusive, já tivemos diversos presidentes que ingressaram como escriturários e construíram toda sua carreira dentro do banco”, diz.

Conforme o novo edital, os aprovados terão ganhos iniciais de R$5.436,03, sendo R$3.622,23 de vencimento inicial, R$1.014,42 de auxílio-alimentação/refeição e R$799,38 de cesta alimentação, além dos seguintes benefícios:

  • participação nos lucros (geralmente paga duas vezes ao ano);
  • planos de saúde e odontológico;
  • previdência privada com participação do banco;
  • auxílio-creche/babá; e
  • auxílio ao filho com deficiência.

Ao ingressar no banco, o acúmulo de cargos públicos será permitido apenas para o cargo de professor, desde que exista a compatibilidade de horários.

Além disso, outros trabalhos, na iniciativa privada ou como freelancer, poderão ser realizados, desde que não haja conflito de interesse e de carga horária.

“Se você se identifica com o nosso propósito de ser próximo e relevante na vida das pessoas em todos os momentos e deseja fazer parte de uma das melhores empresas para se trabalhar, não perca essa oportunidade!”, conclui o diretor de Pessoas do BB.

Concurso Banco do Brasil está com inscrições abertas

Ao todo, o concurso do Banco do Brasil oferece 6 mil vagas para escriturário, cargo que exige o nível médio completo.

Assim como a última seleção, a atual tem abrangência nacional, ou seja, permite que o candidato escolha o local de trabalho. Há oportunidades nos 26 estados do país, além do Distrito Federal (confira aqui as vagas por estado).

Além disso, as vagas de escriturário estão distribuídas por dois perfis profissionais, sendo 3 mil para cada um deles:

agente comercial (escriturário tradicional) – profissional que atua no banco, principalmente no atendimento ao cliente, e conta com postos em todas as agências do país;

agente de tecnologia (escriturário voltado para a área de TI) – profissional que atua na área de TI, com conhecimentos específicos, e exerce tal função no Distrito Federal, em Brasília.

As inscrições para o concurso Banco do Brasil devem ser realizadas até o dia 24 de fevereiro, site da Fundação Cesgranrio , organizadora. A taxa é de R$50.

Saiba tudo sobre a seleção do BB

  • Órgão: Banco do Brasil
  • Cargos: escriturário
  • Vagas: 6 mil
  • Requisito: nível médio
  • Remuneração: R$5.436,03
  • Banca: Fundação Cesgranrio
  • Inscrições: de 23 de dezembro a 24 de fevereiro
  • Provas: 23 de abril

Concurso Banco do Brasil terá provas em abril

Os candidatos do concurso Banco do Brasil 2023 serão avaliados por meio de provas objetivas e uma redação. Os exames terão cinco horas de duração e ocorrerão no dia 23 de abril.

O exame contará com 70 questões, sendo 25 de Conhecimentos Básicos e 45 de Conhecimentos Específicos. Já as disciplinas irão variar de acordo com o perfil profissional escolhido (agente comercial ou de tecnologia). Veja abaixo:

Agente comercial (escriturário tradicional)

Conhecimentos Básicos – 25 questões

  • Língua Portuguesa (dez questões com valor de 1,5 ponto cada);
  • Língua Inglesa (cinco questões com valor de um ponto cada);
  • Matemática (cinco questões com valor de 1,5 ponto cada); e
  • Atualidades do Mercado Financeiro (cinco questões com valor de um ponto cada).

Conhecimentos Específicos – 45 questões

  • Matemática Financeira (cinco questões com valor de 1,5 ponto cada);
  • Conhecimentos Bancários (dez questões com valor de 1,5 ponto cada);
  • Conhecimentos de Informática (15 questões com valor de 1,5 ponto cada); e
  • Vendas e Negociação 15 questões com valor de 1,5 ponto cada).

Agente de tecnologia (escriturário com foco em TI)

Conhecimentos Básicos – 25 questões

  • Língua Portuguesa (dez questões com valor de 1,5 ponto cada);
  • Língua Inglesa (cinco questões com valor de um ponto cada);
  • Matemática (cinco questões com valor de 1,5 ponto cada); e
  • Atualidades do Mercado Financeiro (cinco questões com valor de um ponto cada).

Conhecimentos Específicos – 45 questões

  • Probabilidade e Estatística (cinco questões com valor de 1,5 ponto cada);
  • Conhecimentos Bancários (cinco questões com valor de 1,5 ponto cada); e
  • Tecnologia da Informação (35 questões com valor de 1,5 ponto cada).

Serão eliminados aqueles que obtiverem aproveitamento inferior a 50% do total da pontuação do conjunto das provas objetivas, aproveitamento inferior a 50% em Conhecimentos Básicos ou inferior a 50% na parte Específica.

Além disso, será eliminado o candidato com nota zero em qualquer uma das disciplinas. Somente será corrigida a redação dos aprovados, na objetiva, em uma posição que não ultrapasse o triplo do somatório do total de número de vagas e do número de cadastro de reserva.

redação será, exclusivamente, de caráter eliminatório. O exame terá o modelo de texto dissertativo-argumentativo. Já a avaliação terá uma pontuação igual a 100, sendo necessário obter 70 pontos ou mais para ser aprovado.

O resultado final está previsto para o dia 14 de julho. Após a homologação do concurso, a seleção ficará válida por um ano, prorrogável por igual período.

Com informações Folha Dirigida

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS