7 fevereiro 2023 7:49
7 fevereiro 2023 7:49

Com apenas três casos graves, Acre não teve mortes por dengue em 2022

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O Acre é um dos estados que não registraram óbitos por dengue em 2022.

De acordo com o Sinam online, foram registrados 3.730 casos de dengue no Acre no ano passado, com taxa de 411,3 casos por grupo de 100 mil habitantes.

Os municípios com os maiores registros foram Cruzeiro do Sul e Rio Branco.

Em nível nacional, houve recorde de mortes no ano pela doença, o que põe o país sob alerta de prevenção.

O Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde (MS) divulgado nesta terça-feira, 17, registrou 1.016 mortes e 1.450.270 de casos prováveis no ano de 2022 em todo o Brasil.

Esse é o maior número de óbitos pela doença já registrado desde o início do relatório.

A alta de casos fatais, geralmente associados ao diagnóstico tardio da doença, pode ter relação com o desvio das atenções para mitigação da urgência em saúde provocada pela Covid-19.

Denise Valle, do Laboratório de Biologia Molecular de Flavivírus do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), destaca que antes da pandemia os casos de óbitos eram em menor proporção por conta de os diagnósticos serem realizados mais rapidamente.

“Se observarmos os dados que antecedem a pandemia, percebemos que, durante aumentos dos casos de dengue, a quantidade de óbitos ainda permanecia em menor proporção, visto que os pacientes eram diagnosticados mais rapidamente e, consequentemente, tratados de forma adequada”, explicou.

Por Raimari Cardoso

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS