2 fevereiro 2023 6:58
2 fevereiro 2023 6:58

Aos 3 anos, menino se torna o membro mais novo em clube de pessoas com QI elevado

Theodore Hobbs aprendeu a ler aos 2 anos; organização aceita pessoas com pontuação igual ou superior ao 98% em um teste de Quociente de Inteligência (QI).

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Qual foi o seu maior feito aos 2 anos de idade? Deu os primeiros passos? Começou a falar? Iniciou o desfralde?

Theodore Hobbs foi além: aprendeu a ler sozinho. Isso fez com que ele, aos 3 anos, se tornasse o membro mais jovem da Mensa, associação internacional para superdotados, no Reino Unido. A organização aceita pessoas com pontuação igual ou superior ao 98% em um teste de Quociente de Inteligência (QI).

A mãe de Teddy, Beth Hobbes, conta que o filho aprendeu a ler enquanto assistia televisão e jogava em seu tablet.

“Ele estava jogando no tablet, fazendo uns sons que eu simplesmente não reconhecia, e eu perguntei o que era, e ele disse: ‘mamãe, estou contando em mandarim’”, lembra.

Hoje, com 4 anos, o garoto prodígio aprendeu não só a ler em inglês, a língua materna, mas também a contar até 100 em seis idiomas diferentes.

Tamanha genialidade é motivo de orgulho para os pais de Teddy, mas também de preocupação.

“Ele está começando a perceber que seus amigos ainda não sabem ler, e ele não sabe por quê. Mas é muito importante para nós mantê-lo com os pés no chão”, diz a mãe.

“Se ele pode fazer essas coisas, tudo bem, mas ele vê isso como: ‘Sim, eu posso ler, mas meu amigo pode correr mais rápido do que eu’, porque todos nós temos nossos talentos individuais.”

Por CNN

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS