1 fevereiro 2023 9:53
1 fevereiro 2023 9:53

Adolescente é abusada pelo padrasto e levada para ‘sala da justiça’ em ritual de perdão

Família desconfiou do crime e confrontou padrasto, que levou a menina para ritual com objetivo de 'pedir perdão'

Por Midiamax Uol

- Publicidade -

O pai de uma adolescente de 12 anos procurou a delegacia em uma cidade de Mato Grosso do Sul para denunciar o padrasto da filha por tê-la estuprado e levado a menina a um ritual para, segundo o padrasto, pedir perdão pelo crime. O boletim de ocorrência foi registrado na última terça-feira (10).

A menina foi visitar o pai durante as suas férias quando tomou coragem para contar o que tinha ocorrido, depois do tio perceber comportamento diferente na sobrinha. Os estupros cometidos pelo padrasto ocorreram em abril do ano anterior, quando a menina completou 12 anos.

Um dia após seu aniversário, o padrasto aproveitou que a mãe da adolescente tinha saído, começou a mostrar vídeos pornográficos para a menina e a estuprou. Ele ordenou que ela não gritasse, já que os vizinhos podiam ouvir e chamar a polícia.

No dia seguinte, o homem cometeu novamente o estupro contra a adolescente. A menina só teve coragem de contar à mãe sobre os estupros muito tempo depois. A mulher chegou a cobrar o marido sobre os fatos, e ele disse que estava sob o efeito de drogas e pediu desculpas.

Ritual para pedir perdão

A adolescente ainda contou que todos os parentes estavam em uma chácara, em uma espécie de ritual, quando o padrasto a levou para uma ‘sala da justiça’ onde pediu desculpas e disse que a considerava como filha. O homem ofereceu um chá para a menina, bebida que faria parte do ritual.

Quando o pai da adolescente questionou a ex-mulher e mãe da garota sobre os fatos, ela relatou que não contou a ninguém com medo do que o autor pudesse fazer contra elas.

O caso foi registrado como estupro de vulnerável e está sendo investigado. O padrasto suspeito pelo crime ainda não foi preso.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS