3 fevereiro 2023 8:32
3 fevereiro 2023 8:32

Acreano é o presidente de Federação mais jovem do Brasil: “O esporte do Acre precisa voltar a ser protagonista da base ao alto rendimento!”

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Quem conhece de esporte, sabe: não é difícil fazer, mas é preciso planejamento, organização e compromisso com as ações pretendidas. Afinal, fazer esporte ultrapassa os limites das quadras, pistas ou regras, e alcança famílias, a escola, o berço da sociedade. Transforma vidas e muda a realidade de comunidades inteiras. Isso é o esporte.

O acreano João Renato Jácome, de 28 anos, natural de Rio Branco, passou a ser o gestor de federações esportivas escolar mais novo do país. Eleito em novembro para comandar a Federação Acreana de Desporto Escolar (FADE), Jácome entrou para a seleta lista de administradores do desporto nacional, compondo mais de 20 modalidades.

Árbitro há seis anos, o jovem acreano já é o vice-presidente da Federação Acreana de Atletismo (FACAt), onde também integra a lista dos mais novos gestores da modalidade no país. Envolvido com o esporte desde os 14 anos, Jácome, que também é jornalista, já percorreu 21 dos 22 municípios do Acre, conhecendo a realidade das modalidades.

“Como gestor esportivo de uma entidade estadual, é obrigação compreender as realidades de todos os municípios. Sem isso se torna inviável desenvolver a modalidade que você precisa levar. No desporto escolar, por exemplo, estamos ouvindo, desde novembro, professores e diretores de escolas, para entender de que forma a FADE vai levar as ações até a ponta”, frisa João Renato.

Como proposta de integrar o desporto escolar, Jácome tem como estratégia levar atividades para o interior do estado, como forma de descobrir talentos que estejam escondidos nos munícipios acreanos. “O esporte do Acre precisa voltar a ser protagonista da base ao alto rendimento, e cabe a nós, da FADE, trabalhar a base, o esporte escolar, porque é lá onde a gente vai encontrar os nomes que vão brilhar nos próximos anos”, acredita.

Como forma de implementar a proposta da nova gestão, a FADE lançou o projeto Open de Desporto Escolar do Acre, que terá a primeira etapa no final de janeiro, com competições de Atletismo, Xadrez e Basquete 3×3. A ideia é fomentar a prática esportiva mesmo no período de férias, tirando os estudantes-atletas da ociosidade.

“Temos que fomentar o desporto escolar, e a forma de fazer isso é realizando competições acessíveis, de qualidade, sempre que possível gratuitas, e com responsabilidade técnica. Somente assim a gente vai conseguir alcançar nosso objetivo, que é fortalecer o esporte nas escolas”, destaca o gestor acreano.

A segunda edição do Open de Desporto Escolar já tem data, e deve ocorrer em março deste ano, com outras três edições no decorrer de 2023. “Precisamos formar atletas, e a FADE tem esse papel, mas principalmente, temos de criar bons vínculos com os professores, gestores escolares. Fortalecer as parcerias e garantir condições para chegarmos mais longe”, complementa.

RELAÇÃO GOVERNAMENTAL – A Federação Acreana de Desporto Escolar (FADE) é uma instituição privada, portando, tem regramento próprio. Contudo, as parcerias citadas por João Renato Jácome são essenciais para garantir que parte das atividades previstas no calendário da Entidade de Administração do Desporto Escolar possam sair do papel e chegar às escolas, aos estudantes acreanos.

Além das competições, a proposta da FADE é formar profissionais que já integram os quadros da Educação do Acre, melhorando ainda mais o desempenho desses personagens na descoberta de talentos dentro das escolas. A realização de clínicas, cursos e atividades de atualização desportiva, também estão no radar da nova equipe gestora da FADE.

“Sempre digo que fazer esporte não é caro, mas requer investimento, planejamento e organização. Se a gente traça metas, a gente precisa correr atrás de meios para alcança-las. Isso é para tudo na vida. No esporte é semelhante: traçamos metas e estamos em busca de parceiros que possam nos ajudar nisso, porque, afinal, todos ganham, o Acre ganha”, frisa João Renato Jácome.

Aquilo que já existia na FADE, as parcerias com o Governo do Acre, e com as Prefeituras, serão mantidas, segundo o novo presidente. Em Assembleia Geral, ficou alinhado com os Membros, que o relacionamento com a esfera governamental deveria ser fortalecido, e isso é o que pensam os novos gestores da entidade. E isso valerá para a realização dos Jogos Escolares, que já é fruto desse tipo de parceria.

“No ano passado, a realização do JEBS foi feita em parceria com o Governo do Acre. A FADE também trouxe para o Acre, de forma inédita, a seletiva nacional do Vôlei de Praia, um evento que reuniu atletas, técnicos e profissionais de todo o país em Rio Branco. A imprensa nacional passou a mostrar as boas histórias esportivas do Acre. Isso demonstra o claro interesse do governo, e do próprio governador Gladson Cameli, em apoiar o desporto escolar”, entende o presidente da FADE.

Jácome pontua que, diferente de outros estados do Norte, quase que 100% dos municípios do Acre são acessíveis por rodovia, por terra, o que facilita o trabalho em parceria com o governo local. “Eu posso citar vários exemplos, mas o mais forte é o caso do Vôlei, no ano passado. O próprio governador quis ajudar a FADE a trazer, e isso é um diferencial. Eu penso o seguinte: ‘se temos um governador que ajuda, nós temos um governo inteiro que tem disposição em ajudar’. E isso vale muito!”, observa.

INOVAÇÃO COMO MODELO DE GESTÃO – A nova equipe da Federação Acreana de Desporto Escolar (FADE) é formada na sua grande maioria por jovens. A inovação na gestão, com o forte uso das redes sociais, e a realização de eventos que ocorrerão por meio da internet, é uma das novidades. Da embaixadinha à melhor jogada do Xadrez, a FADE quer usar as redes sociais para se fazer mais conhecida e alcançar o público-alvo: os estudantes do ensino fundamental ou médio com idades entre 12 e 18 anos.

“Nós temos um planejamento bastante robusto, e vamos iniciar essas atividades já no mês de fevereiro, usando as internet, e em sincronia com o calendário de competições convencionais, que são os de basquete, atletismo, handebol, vôlei. A internet vai ser a nossa grande aliada nos trabalhos da FADE. É uma forma de inovar, de mostrar que a internet pode ser aliada sem prejudicar. Do virtual, esses estudantes-atletas virão para o convencional”, destaca a profissional da Educação Física, Rozenayra Lima, coordenadora técnica da FADE.

A Coordenadora Técnica da FADE destaca que as inscrições já estão abertas no site da federação (www.fadeac.cbde.org.br), e que também é possível acessar a ficha de inscrição e os regulamentos diretamente no instagram da FADE (https://www.instagram.com/desportoescolardoacre/). Não há taxa de participação.

“É importante a gente destacar que a participação é gratuita, e todos com idade entre 12 e 18 anos podem participar. É obrigatório apenas estar matriculado em uma instituição de ensino, seja do fundamental ou médio. No site é possível falar direto com a organização, e vamos premiar com troféus e medalhas os campeões das provas e modalidades”, pontua a coordenadora técnica da FADE, professora Rozenayra Lima.

Sobre as competições nacionais, boas notícias: no caso do Atletismo, especificamente, o brasileiro ocorrerá em Manaus (AM), de 20 a 23 de março. Já o Futebol de Campo será realizado em duas cidades: Palmas (TO), o feminino, e Recife (PE), no naipe masculino. O Handebol está com local a definir, mas deve ocorrer em uma das capitais do nordeste brasileiro. Em todas as competições, o Acre deve enviar delegação.

“Estamos trabalhando agora a nossa seletiva do Atletismo, e graças à parceira com a Federação Acreana de Atletismo, será possível realizar também dentro do Open, no dia 28 de janeiro, tendo em vista que as inscrições fecham no dia 31 de janeiro, e então dará tempo de organizar tudo isso”, completa a coordenadora Técnica da FADE, que promete eventos muito bem organizados.

O presidente da FADE, João Renato Jácome, reforça que, assim como a Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE), a Entidade Acreana tem “a missão de promover o indivíduo de forma integral e a sua formação para o exercício da cidadania e prática de lazer, portanto, a FADE e a CBDE possui como propósito transformador, pois é aqui onde o esporte começa!”

O Open de Desporto Escolar do Acre tem o apoio do Serviço Social do Comércio (SESC); Federação Acreana de Xadrez (FXA); Prefeitura Municipal de Rio Branco (PMRB); Federação Acreana de Atletismo (FACAt); Instituto Profissionalizante do Acre (IPAC) – responsável pelos primeiros socorros nos eventos; Instituto Federal do Acre (IFAC); Universidade Federal do Acre (UFAC); Federação Acreana de Basketball (FEAB); e tem o fomento da Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE), por meio do Programa de Apoio às Federações (PAF).

Assessoria

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS