1 fevereiro 2023 1:13
1 fevereiro 2023 1:13

Vereador é preso após atirar contra cachorro de criança

À polícia, o vereador alegou que atirou contra o animal para proteger uma criação de porquinhos-da-índia

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O vereador pelo município de Itajá, no sul goiano, Heder Alves Cruvinel (PSDB), foi preso em flagrante por atirar contra o rosto de um cachorro. À Polícia Civil, o parlamentar confessou a ação e alegou que tentava proteger uma criação de porquinhos-da-índia. Segundo ele, o cão matou dois de seus animais.

Heder foi preso nessa terça-feira (6/12). Os disparos feitos por ele atingiram o olho e o nariz do cão que, segundo os veterinários, pode passar por uma cirurgia de retirada do olho esquerdo.

O animal seria de uma criança que mora na mesma rua do vereador e teria fugido de casa, em um momento de distração da família, que deixou o portão aberto.

Crime inafiançável

O caso é investigado pelo delegado Nicolas Alvarenga. De acordo com ele, Heder foi preso por maus-tratos, crime é inafiançável, ou seja, não é permitida soltura mediante pagamento de fiança. A pena prevista é de 2 a 5 anos de prisão.

Conforme o laudo de atendimento do animal, ao qual o portal G1 teve acesso, o cachorro deu entrada na clínica com trauma na face e sentindo muita dor. O quadro do animal pode, inclusive, evoluir para uma cirurgia de retirada do olho esquerdo.

Já a Câmara de Vereadores do município informou, por meio de nota, que não foi comunicada oficialmente. “Por outro lado, não tivemos acesso ainda ao Auto de Prisão em Flagrante, de maneira que a Câmara somente vai se posicionar após tais medidas”, diz o documento.

De acordo com a defesa do vereador, realizada pelo advogado Paulo Assis, o disparo se deu em momento de desespero, porque o cachorro atacava uma criação de porquinhos-da-índia do parlamentar, dentro da casa dele. “O ato do disparo, aliás, feito por arma de pressão, deu-se em momento de desespero, visto que o animal estava a atacar a criação de porquinhos-da-índia do acusado, dentro do quintal da sua residência e se recusava obedecer os comandos”, diz a nota.

Ainda de acordo com o advogado de Heder Cruvinel, o parlamentar vai custear o tratamento do animal.

Metrópoles

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS