1 fevereiro 2023 9:06
1 fevereiro 2023 9:06

Suspeito de assassinar quatro universitários nos EUA é preso

Os estudantes com idades de 20 e 21 anos foram esfaqueados enquanto dormiam em casa no dia 13 de novembro deste ano

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

A polícia dos Estados Unidos afirmou que prendeu um homem identificado como Bryan Christopher, de 28 anos, suspeito de assassinar brutalmente quatro estudantes universitários em Idaho. Os estudantes com idades de 20 e 21 anos foram esfaqueados enquanto dormiam em casa no dia 13 de novembro de 2022.

Na ocasião, os policiais contam que receberam uma chamada sobre um “indivíduo inconsciente” e descobriram os corpos de quatro pessoas em uma casa perto do campus da Universidade de Idaho. Eles identificaram as vítimas como Ethan Chapin, de 20 anos, Madison Mogen, de 21, Xena Kernodle, de 20 e Kaylee Goncalves, de 21.

Uma das teorias analisadas pela polícia é que a jovem Kaylee Gonçalves poderia ter um stalker. “Continuamos investigando a questão do stalker e estamos pedindo qualquer informação a população sobre isso”, disse Aaron Snell, diretor de comunicação da polícia. No entanto, ainda não se sabe qual é o envolvimento e motivação do homem no crime e se há outros envolvidos.

As mortes aconteceram no mesmo dia em que três integrantes da equipe de futebol americano da Universidade de Virgínia foram mortos em um ataque a tiros, que também deixou duas pessoas feridas. O campus foi fechado por 12 horas até que a polícia anunciasse que o suspeito, um homem de 22 anos, tinha sido preso e indiciado.

Localizada nos vastos campos de trigo perto de Pullman, onde está localizada a Universidade do Estado de Washington, Moscow é uma cidade estudantil com cerca de 25 mil moradores. Mais de 10 mil alunos estão matriculados no campus da Universidade do Idaho, que é especializado em estudos e pesquisas nos campos de engenharia e agricultura. A cidade não registrava um homicídio desde 2015.

Leia mais em O Globo.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS