6 fevereiro 2023 12:33
6 fevereiro 2023 12:33

São Silvestre tem 1ª vitória de Uganda e tricampeã desbancada

A queniana Catherine Reline e o ugandense Andrew Kwemoi foram os vencedores da São Silvestre deste ano. Brasileiros ficaram em 4º lugar

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

A 97ª edição da Corrida São Silvestre, disputada na manhã deste sábado (31/12) em São Paulo, terminou com dois campeões inéditos. O primeiro lugar da prova feminina ficou com a queniana Catherine Reline, de apenas 20 anos, que completou o trajeto em 49min39 e superou as compatriotas Yimer Wude, tricampeã da corrida paulista, e Kabebush Yisma, donas do segundo e terceiro lugar, respectivamente. A brasileira Jenifer Nascimento ficou em quarto lugar.

Já o vencedor entre os homens foi o ugandense Andrew Kwemoi, que cruzou a linha de chegada com o tempo de 44min43s, e se tornou o primeiro atleta de Uganda a ser campeão da São Silvestre. A segunda colocação ficou com Joseph Panga, da Tanzânia, e o terceiro lugar foi de outro ugandense, Maxwell Rotich.

Atrás deles, o brasileiro Fábio Jesus Correia chegou em quarto e se jogou no chão, emocionado pela conquista. “Estou pensando na minha mãe. Acho que ela estava me dando força”, disse em entrevista à TV Globo, dedicando a vitória à mãe falecida. “Não é fácil, a nossa vida é um pouco sofrida. Eu trabalhei como Uber, sou coletor. Minha rotina é muito puxada, mas cheguei aqui e fiz uma coisa que muitos duvidavam. Só tenho a agradecer”.

Havia o receio de que a corrida pudesse ser atrapalhada pelo clima, após uma semana de muita chuva. A capital paulista, contudo, amanheceu ensolarada e a prova foi disputada com solo seco do início ao fim. Debaixo do sol, muitos participantes amadores homenagearam Pelé, morto na última quinta-feira.

As pessoas levavam cartazes com frases como “Obrigado, Pelé”, vestiam roupas personalizadas e exibiam imagens do Rei do Futebol. Em uma das homenagens, a foto do atleta do século aparecia ao lado de uma foto de Erasmo Carlos, outro ícone brasileiro reconhecido e exaltado mundialmente que morreu neste ano.

Na disputa feminina, Catherine Reline se destacou do primeiro bloco perto do meio da prova e se isolou na frente, sem sofrer grandes ameaças até cruzar a linha de chegada no retorno à Avenida Paulista. A tricampeã Yimer Wude conseguiu diminuir um pouco a distância na parte final do trajeto,mas terminou bem atrás da vencedora. Kabebush Yisma veio logo atrás, seguida por Jenifer Nascimento.

A prova masculina foi um pouco mais equilibrada na definição do vencedor. Andrew Kwemoi foi perseguido por Joseph Panga, mas não deixou ele encostar e conseguiu a vitória inédita para a Uganda na tradicional corrida de rua brasileira. Panga cruzou a linha de chegada 26 segundos depois do ugandense. Então, vieram Maxwel Rotich e o emocionado Fábio Jesus Correia.

Correio Braziliense 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS