1 fevereiro 2023 1:35
1 fevereiro 2023 1:35

Saiba o cronograma da posse de Lula: quando vai acontecer, qual o horário e como assistir

Presidente e vice-presidente eleitos vão à Catedral Metropolitana de Brasília, depois para solenidade no Congresso, seguida de cerimônia de honras militares

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Neste domingo (1º), Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Geraldo Alckmin (PSB) tomam posse como presidente e vice-presidente da República, respectivamente. Além da solenidade no Congresso Nacional, haverá também um festival de música com mais de 40 atrações na Esplanada dos Ministérios — a organização do evento espera um público de 300 mil pessoas.

Às 15h (de Brasília), está previsto o início da Sessão Solene de Posse Presidencial no Senado, para onde Lula e Alckmin irão depois de terem passado pela Catedral Metropolitana da capital federal. Na abertura da solenidade, haverá a execução do hino nacional, seguida pela leitura e assinatura do termo de posse do presidente e do vice-presidente da República eleitos.

Haverá também o primeiro pronunciamento oficial do novo presidente da República, seguido pelo pronunciamento do presidente do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco (PSD). É ali também onde Lula e Alckmin receberão os cumprimentos dos chefes de Estado e delegações de outros países que estarão presentes.

Na sequência, Lula e Alckmin seguem para a área externa do Congresso, onde ocorre a cerimônia de honras militares, com a esperada troca de faixa entre o presidente antecessor e o novo presidente da República, que pode ocorrer no pé da rampa ou no Parlatório.

O atual presidente, Jair Bolsonaro (PL), viajou nesta sexta-feira (30) para os Estados Unidos e não comparecerá à cerimônia de posse do Lula. Apesar de ser um símbolo da transferência de poder, o rito não está na Constituição Federal de 1988. Assim, Lula será reconhecido presidente mesmo se Bolsonaro não passar a faixa.

A vitória da chapa Lula-Alckmin, inclusive, já foi oficialmente reconhecida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), após o rito da diplomação, que aconteceu em 12 de dezembro, quando foi oficialmente encerrado o pleito de 2022 e reconhecido o resultado das urnas.

Tradicionalmente, o presidente eleito e a primeira-dama também fazem um desfile em carro aberto (Rolls Royce) pelo Planalto no dia da posse. Como as eleições foram bastante disputadas em 2022 e há uma preocupação em torno da segurança do novo presidente, ainda não foi decidido se Lula e a primeira-dama Rosângela Silva (Janja) farão o tradicional desfile em carro aberto ou em um modelo blindado — o presidente eleito dará a palavra final sobre isso no próprio domingo.

O cronograma da posse

A solenidade de posse começa oficialmente às 15h, mas os convidados, como chefes de Estado e governos, começam a chegar ao Anexo 1 do Senado Federal às 13h45. A solenidade no Congresso deve terminar por volta das 16h20. Veja abaixo o cronograma completo.

13h45 às 14h30: Chegada dos chefes de Estado e de governos ao Anexo 1 do Senado Federal;
13h30 às 14h30: Chegada de outras autoridades e convidados do novo governo ao Salão Branco;
14h20 às 14h30: Chegada do presidente e do vice-presidente da República eleitos, Lula e Alckmin, à Catedral Metropolitana de Brasília;
14h30: Saída do cortejo da Catedral Metropolitana rumo ao Congresso Nacional;
14h40: Chegada do presidente e do vice-presidente da República eleitos ao Congresso Nacional com receptivo dos presidentes do Congresso Nacional (Rodrigo Pacheco) e da Câmara dos Deputados (Arthur Lira).
15h: Sessão Solene de Posse Presidencial com execução do hino nacional, compromisso constitucional, leitura e assinatura do termo de posse pelo presidente e pelo vice-presidente da República eleitos, pronunciamento do novo presidente da República e pronunciamento do presidente do Congresso;
15h50: Deslocamento do presidente e do vice-presidente da república para a Sala de Audiências da Presidência do Senado;
16h: Saída do presidente e do vice-presidente da República da Sala de Audiências da Presidência do Senado em direção à área externa do Palácio;
16h05: Início da cerimônia externa de honras militares;
16h20: Saída do presidente e do vice-presidente da República para o Palácio do Planalto.
Onde assistir à solenidade de posse do Lula?

A cerimônia no Congresso Nacional será transmitida ao vivo no YouTube pela TV Brasil, TV Câmara e pela TV Senado. As principais emissoras de TV do país, com canais abertos e fechados, também deverão transmitir ao vivo a solenidade.

Como será o esquema de segurança no dia da posse?

Todo o efetivo das forças policiais da capital federal estará mobilizado para o esquema de segurança da posse presidencial. “Não temos mudança na programação da posse, do protocolo. Todo sistema de segurança estará integralmente mobilizado. Nós estamos no planejamento dinâmico. A cada situação nova que se coloca, fazemos uma análise”, disse nesta semana o futuro ministro da Justiça e Segurança Pública Flávio Dino.

A preocupação com a segurança no dia da posse de Lula aumentou principalmente depois dos atos de violência e vandalismo da noite do dia 12 de dezembro, quando bolsonaristas tentaram invadir a sede da Polícia Federal em Brasília e levou caos ao Setor Hoteleiro Norte. Carros e ônibus foram incendiados, um shopping foi evacuado e parte do Eixo Monumental, fechado.

O InfoMoney revelou que um projétil atingiu um quarto de hotel com um hóspede dentro, durante o vandalismo bolsonaristas. O tiro atravessou o vidro e acabou na parede da acomodação do Grand Mercure Eixo enquanto o hóspede dormia. Dona da marca Grand Mercure, a Accor confirmou que a acomodação foi atingida, mas disse que o quarto estava desocupado “e nenhum cliente ficou ferido”.

Ontem, a Polícia Federal e a Polícia Civil do Distrito Federal deflagraram uma operação contra bolsonaristas suspeitos de envolvimento na tentativa de invasão ao edifício-sede da PF em Brasília e em atos de vandalismo na capital federal em 12 de dezembro. Os policiais federais e civis cumpriram 11 mandados de prisão e 21 de busca e apreensão em 7 estados (Ceará, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Rio de Janeiro, São Paulo e Tocantins) e no Distrito Federal.

As ordens judiciais foram expedidas pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O ministro Alexandre de Moraes, do STF, também determinou a suspensão do porte de armas de fogo no Distrito Federal até a próxima segunda-feira, 2 de janeiro, depois da posse de Lula. A decisão do magistrado atende a um pedido feito pela equipe do presidente eleito, após episódios recentes de violência cometidos por apoiadores do presidente Bolsonaro.

Será a última cerimônia de posse no dia 1º de janeiro?

Esta será a última vez que a cerimônia de posse acontecerá em 1º de janeiro. A partir de 2027, o presidente da República assumirá o cargo no dia 5 de janeiro, enquanto os governadores eleitos assumirão o posto no dia 6 de janeiro.

Já as posses de prefeitos e seus vices vão continuar a acontecer no dia 1º de janeiro do ano após as eleições, mas os deputados e senadores só serão empossados no dia 1º de fevereiro do próximo ano.

As datas foram alteradas por meio de uma emenda constitucional que entra em vigor em 2026, e a justificativa foi a falta de praticidade das posses em 1º de janeiro, quando é celebrado o Ano Novo e feriado em quase todo o mundo, o que dificulta, inclusive, a presença de autoridades internacionais no evento.

Que horas começa o Festival do Futuro?

Os shows dos artistas que apoiaram a campanha de Lula começarão às 11h de 1º de janeiro de 2023, na Esplanada dos Ministérios. O festival terá 2 palcos (um chamado Gal Costa e o outro, Elza Soares), que ficarão na altura dos ministérios da Previdência e do Turismo (no começo do Eixo Monumental, perto do Congresso Nacional e dos ministérios da Justiça e da Saúde).

Entre os artistas já confirmados estão Pablo Vittar, Martinho da Vila, Gaby Amarantos, Baiana System, Zélia Duncan e Paulo Miklos, entre outros (veja aqui a lista completa). Ainda não está definido o horário que as apresentações vão acabar — no momento, a estimativa é que seja por volta da meia-noite.

O setor hoteleiro da cidade já está se preparando desde setembro para o Réveillon (antes mesmo da eleição). Segundo a Decolar, Brasília é o 8º destino mais procurado para o Réveillon no site, à frente de cidades turísticas e com praia como João Pessoa (PB) e Florianópolis (SC). No Booking.com foi o 7º destino mais buscado por brasileiros em novembro, para estadias entre o Natal e o Ano Novo, à frente de capitais nordestinas cobiçadas como Fortaleza (CE) e Salvador (BA).

Precisa pagar para ver os shows da posse de Lula?

Os shows do Festival do Futuro serão gratuitos e abertos ao público que estiver em Brasília no dia 1º de janeiro de 2023. Em resposta ao InfoMoney, a organização do evento afirmou que apesar de o festival e todos os shows serem gratuitos, o acesso do público será controlado, o local será “fechado” e haverá revista do público na entrada.

Agência Brasil

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS