1 fevereiro 2023 1:05
1 fevereiro 2023 1:05

Concurso PF: primeira semana de Lula terá criação de nova estrutura

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

A primeira semana do novo presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, já tem as suas propostas e com previsão de mudanças na Polícia Federal.

Vale lembrar que Lula já falou sobre reforço na corporação e isso pode resultar em um novo concurso PF brevemente.

Segundo consta na coluna de Lauro Jardim, do Jornal O Globo, uma série de medidas serão implantadas já nos primeiros dias, segundo o cronograma da equipe de transição.Entre elas, está a criação de uma nova estrutura na PF, visando o combate de crimes ambientais.

Além disso, já especula-se também, segundo um grupo do núcleo de transição do governo, a transformação da PF em uma espécie de polícia FBI, direcionando a estrutura e foco da corporação para: combate do crime organizado, crimes financeiros, ambientais e corrupção, dentre outras atividades da polícia judiciária da União.

De todo modo, entende-se que a Polícia Federal será uma das prioridades do novo governo a partir de 1º janeiro, após a posse oficial. Dessa forma, a intenção de Lula em reforçar a PF com novos concursos pode se tornar iminente.

Lula diz que é preciso fazer concurso PF

Em junho, ainda durante a corrida eleitoral, Lula falou sobre a necessidade de concursos públicos na Polícia Federal. Segundo ele, a corporação precisa de mais efetivo.

A fala do presidente eleito foi registrada em entrevista à Rádio Difusora do Amazonas.

Lula enfatiza a importância de fazer concurso na Polícia Federal visando a chegada de novos policiais. O presidente ainda enfatiza a ocupação na área das fronteiras:

“Porque, primeiro, precisamos saber qual será o papel do Exército. Porque embora o Exército não tenha papel de polícia, é preciso que a gente rediscuta, pra saber qual o papel do Exército ao cuidar das nossas fronteiras. Segundo, qual o papel da Polícia Federal. Ou seja, a Polícia Federal precisa fazer concurso, precisa ter mais policiais, porque precisamos de mais gente ocupando nossas fronteiras”, disse Lula.

À época, Lula ainda afirmou que seria realizada uma reunião com governadores do seu partido e das coligações para definir as políticas do seu governo com foco na fronteira do país.

O que é preciso para um novo concurso PF

Polícia Federal já homologou o resultado final do seu atual concurso, que está em andamento.

Agora, começará a contar o prazo de validade, que será de seis meses. Portanto, a seleção ficará valendo até março de 2023podendo ainda ser prorrogado este prazo por mais seis meses, indo até – no máximo – setembro de 2023.

Após este prazo, a corporação já poderá realizar um novo concurso PF, desde que haja autorização do governo.

Saiba como foi o concurso PF

O edital do concurso PF foi publicado em janeiro de 2021, com oferta de 1.500 vagas. As chances são imediatas e efetivas.

Todas as oportunidades do concurso PF são para graduados, de nível superior. As carreiras têm jornada de trabalho de 40 horas semanais e a distribuição das vagas imediatas por cargo confirmada é a seguinte:

  • Agente de polícia  – 893 vagas
  • Escrivão de polícia  – 400 vagas;
  • Papiloscopista policial federal  – 84 vagas;
  • Delegado de polícia  – 123 vagas.

As vagas oferecidas são em formato nacional, ou seja, sem distribuição por regiões. A Polícia Federal convocará de acordo com suas necessidades.

Região Norte e as faixas de fronteira são os locais com mais vagas disponíveis.

Quais os requisitos e cargos do concurso PF?

Carreira Requisitos Remuneração 
Agente Nível superior em qualquer área + CNH R$12.980,50
Escrivão Nível superior em qualquer área + CNH R$12.980,50
Papiloscopista Nível superior em qualquer área + CNH R$12.980,50
Delegado Nível superior em Direito, experiência de três anos + CNH R$24.150,74

 

Os concorrentes foram avaliados por diversas etapas de seleção, sendo elas:

  • Provas objetiva e discursiva;
  • Exame de aptidão física;
  • Prova oral (somente delegado);
  • Avaliação médica;
  • Avaliação psicológica;
  • Avaliação de títulos (somente delegado);
  • Prova prática de digitação (somente escrivão).
  • Investigação social;
  • Curso de formação.

O curso de formação é a última fase, que também elimina, antecedendo a posse no cargo. No entanto, são convocados apenas os candidatos aprovados em todas as etapas anteriores.

Por Folha Dirigida

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS