1 fevereiro 2023 1:42
1 fevereiro 2023 1:42

Aleac aprova PL que beneficia pessoas com necessidades especiais

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Na manhã desta sexta-feira (30) a Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), realizou uma sessão remota para analisar e votar Projetos de Lei de autoria do poder executivo. Inicialmente, membros das comissões debateram acerca das matérias e, posteriormente, aprovaram em redação final.

Foi aprovado o Projeto de Lei Complementar que versa sobre o reajuste da isenção do IPVA para pessoas com necessidades especiais.

O PLC altera a Lei Complementar nº 114/2002, que dispõe acerca do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), ajustando a isenção da taxa a veículo automotor de pessoas com deficiência física, visual, mental severa ou profunda, Síndrome de Down ou autista, para melhor favorecer esse público.

A proposta contempla a alteração das condições para concessão de isenção do IPVA para portadores de necessidades especiais, com ampliação do limite de preço do veículo de R$ 70 mil, para R$ 150 mil, com possibilidade de correção periódica desse teto por ato poder executivo.

Também foi aprovado o Projeto de Lei Complementar que altera a Lei Complementar nº 55/1997, que dispõe quanto ao Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS).

A proposta visa adequar a legislação local referente ao ICMS, ao que dispõe a recente Lei Complementar Federal nº 192/2022.

Outro Projeto de Lei aprovado foi o que altera a Lei nº 3.673/2020, que dispõe sobre o parcelamento incentivado de débitos ficais relacionados ao ICMS. O objetivo da alteração é excluir do texto da lei a limitação do parcelamento a fatos geradores ocorridos até 31/12/2020 e estabelecer, apenas que sejam observadas as condições e limites estabelecidos no Convênio ICMS nº 139/2018.

As recentes modificações trouxeram a possibilidade para que débitos referentes a fatos geradores ocorridos até 31/12/2021, possam ser parcelados com prazo de adesão até 30/06/2023.

O Projeto de Lei que versa sobre a isenção do ICMS nas operações com leite fresco, também foi aprovado pelos parlamentares. Ele objetiva atender plenamente a política tributária pensada originalmente para o leite fresco e pasteurizado produzido no Estado.

[Agência Aleac]

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS