25 novembro 2022 4:31
25 novembro 2022 4:31

Três artistas acreanas exibem obras sobre o universo feminino em exposição no Sesc

A exposição 'Universos' começa nesta quinta-feira, às 19h, e ficará disponível para visitação do público até o dia 25 de novembro, na galeria de arte do Sesc Centro.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Três artistas acreanas expõem seus trabalhos coletivamente, na exposição de artes plásticas ‘Universos’, aberta a partir desta quinta-feira, 3, no Sesc Centro, às 19h. A exposição apresenta os trabalhos de Giulia Anastácio, Nassára Pires e Roberta Marisa, e busca trazer à tona o universo feminino, a partir das próprias experiências das artistas.

“Universos” tem como objetivo demonstrar os “mundos” que podem existir dentro de cada um. “A expectativa é que o público possa ter uma experiência completa, da arte pela arte, a partir desses nossos universos”, conta Roberta Marisa, que terá suas obras expostas.

Roberta enxerga a exposição como um progresso na valorização do trabalho das mulheres nas Artes Plásticas. “Uma luta conquistada por grandes nomes, que nos inspiram nesse ambiente que antes, era, majoritariamente, masculino”, destaca.

“Universos” faz parte do calendário anual da galeria de arte do Sesc, o Calenarte, realizado para disseminar as Artes Plásticas no estado do Acre. O calendário realiza ações de apoio para pessoas que trabalham com a arte, e possibilita o acesso do público às obras, realizando exposições de diversas linguagens artísticas para valorizar os artistas locais e suas diferentes técnicas e formas de expressão.

A exposição feminina coletiva selecionada para o mês de novembro ficará disponível para visitação do público, a partir desta quinta-feira, 3, e seguirá até o dia 25. Segundo Roberta, todas as obras dialogam sobre o feminino “delicadamente forte”.

“Esse coletivo feminista na Amazônia é a potência do futuro. Eu acredito muito!”, acentua.

As artistas

Giulia Anastácio é pós-graduada em Arte Terapia pela instituição Faveni, licenciada em Artes Visuais pela Faculdade da Amazônia Ocidental (FAAO) no ano de 2014, também foi aluna do Núcleo de Atividades em Altas Habilidades e Superdotação (NAAH/S) em 2009, onde estudou pintura e frequentou cursos livres de Grafitti e Xilogravura, mesmo local onde teve a oportunidade de realizar sua primeira exposição através das aulas da instituição durante o ano de 2011.

Já foi professora de desenho no projeto Mais Educação em 2014, e desde 2015 segue lecionando desenho e pintura na escola Maple Bear, além de seguir atuando na área de ilustração e pintura. Apaixonada pelas artes desde sua infância os Universos de Giulia seguem envolvidos não apenas pelos diferentes caminhos que as artes visuais possuem, mas também pelas nuvens, pois as Cores da Vida trazem a primavera.

Nassàra Pires é graduada em Direito pela Faculdade da Amazônia Ocidental (FAAO) em 2012, atualmente é estudante de História da Arte e da Cultura pela Universidade Castelo Branco. Em 2016 estreava no meio artístico com a exposição “Pintando o 7” no Tribunal de Justiça do Estado do Acre, onde é servidora, e três anos depois lançava seu livro de poesias “Encantos” na Livraria Nobel. No ano de 2021 realizou um vernissage on-line em homenagem ao Dia Internacional das Mulheres.

Os Universos de Nassàra caminham entre duas áreas, o direito e as artes plásticas, no qual a mesma diverte-se utilizando das leis, artigos e legislações não apenas para pintar, escrever, entre outras manifestações artísticas, mas também na construção de espaços que nos levem a refletir sobre diferentes assuntos.

Roberta Marisa é bacharel em Comunicação Social, Publicidade e Propaganda pelo Centro Universitário do Norte (UNINORTE) é acreana, comunicadora, artista e a criativa que montou um estúdio itinerante em uma kombi. Desde 2015 vem empreendendo na arte, realizando trabalhos independentes de pesquisa, criação e exposição na cena cultural do Norte. Em 2020, “Rios Invisíveis” foi a exposição com instalação que lhe rendeu o prêmio de artes visuais do Banco da Amazônia em Belém-PA, pois fazia um convite ao público para mergulhar nas águas escuras e misteriosas do Amazonas.

Os Universos de Roberta permeiam os rios escuros e misteriosos, as seringueiras e seu protagonismo na Amazônia produtora de borracha, a poesia brasileira, os sentimentos mais profundos de um ser humano e nas ilustrações de outras produções artísticas, mas todos são refletidos em um conjunto de miragens no qual a artista busca expô-los através das aquarelas.

A Gazeta do Acre

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS