23 novembro 2022 5:04
23 novembro 2022 5:04

Técnico de futebol suspeito de abuso contra adolescentes é preso novamente; Veja o vídeo

O técnico de futebol é suspeito pelo crime de estupro de vulnerável contra cinco adolescentes

Por Portald24

- Publicidade -

Pedro Sérgio Machado Ribeiro, 57, foi preso novamente na manhã desta quarta-feira (23) após o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) decretar a prisão preventiva dele por suspeita pelo crime de estupro de vulnerável contra cinco adolescentes em Manaus. Pedro se apresentava como técnico de futebol. A prisão ocorreu no bairro São Lázaro, zona sul da cidade.

Foto: Divulgação Ivan Duarte D24am)

Conforme a delegada Joyce Coelho, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), os crimes de estupro ocorriam na residência de Pedro que fica localizada no bairro Petrópolis. O técnico trabalhava em uma escolinha de futebol, situada naquela localidade, e as vítimas seriam alunos do mesmo.

Pedro chegou a ser preso no último domingo (20), mas deixou a prisão no dia seguinte após a audiência de custódia A juíza platonista decidiu que o acusado não teria reisstido a prisão e por isso não precisaria continuar preso apenas seguir medidas cautelares. O suspeito teria que se apresentar mensalmente na Justiça, usar tornozeleira eletrônica e não poderia sair de Manaus.

Foto: Divulgação Ivan Duarte D24am)

Porém, o Ministério Público do Amazonas (MP-AM) pediu a prisão preventiva do suspeito alegando que a liberdade provisória colocava em risco a vida das vítimas. O TJAM acatou e decretou novamente a prisão do homem.

Na prisão no domingo (20), o técnico foi encontrado em sua residência acompanhado de pelos menos seis vítimas entre 10 e 14 anos. A delegada explicou que todos os meninos relataram que faziam parte da escolhinha de futebol e que de alguma forma sofriam abusos sexuais praticados pelo técnico.

“Uns relataram estupro de vulnerável, também fotos que acabaram caracterizando importunação sexual e uma prática bem comum dele de exploração sexual que era oferta de algum tipo de presente ou algum tipo de vantagem para que o aluno dessa escolinha acabasse cedendo para que ele praticasse algum ato sexual”, disse.

A polícia acredita que no decorrer das investigações pode aparecer novas vítimas do técnico considerando que há bastante tempo ele trabalha nessa área e é frequente a presença de crianças e adolescentes na casa dele.

“São vítimas vulneráveis socialmente, são crianças que não tem muitas vezes condições de ficarem indo para os treinos então acabam se submetendo a ficar na casa dele. Ele acabava também exercendo uma espécie de controle sobre essas crianças e convencia os familiares a deixarem essas crianças ficarem na casa dele”, relatou a delegada.

O homem foi apresentado à DEPCA, nesta quarta-feira (23), e deve responder pelos crimes de estupro de vulnerável, importunação sexual e por submeter criança e adolescente a prostituição sexual.

Veja o vídeo:

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS