23 novembro 2022 8:50
23 novembro 2022 8:50

Saúde recomenda uso de máscara e vacinação para conter avanço da covid-19

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Em coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira, 21, na Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), foi anunciada a recomendação do uso de máscara em locais fechados e de aglomeração, além de reforçar a importância de se imunizar contra a doença como uma das principais medidas para conter o avanço da covid-19 no estado.

Além disso, o coordenador da Rede de Urgência e Emergência (RUE), Edvan Meneses, reforçou que é obrigatório o uso de máscara dentro das unidades de saúde: “Porque é um ambiente que tem um número maior de pessoas que estão positivas para covid-19. Então, se for até uma unidade de saúde, leve a sua máscara”.

Edvan Meneses, coordenador da Rede de Urgência e Emergência do Acre. Foto: Taís Nascimento

A vacinação ainda é a principal arma para evitar que o coronavírus faça mais vítimas, destacou Edvan: “Nós precisamos ter um índice de vacinação maior para que esse vírus não venha se replicar mais ainda e causar casos graves. Nós precisamos que a população se vacine para que todo mundo tenha imunidade contra a doença”.

Nos últimos dias, o Acre apresentou uma elevação no número de casos da covid-19, o que resultou em ação imediata da Sesacre para traçar estratégias preventivas, com o objetivo de impedir o avanço da doença e superlotação das unidades.

Dessa maneira, o Estado vai ampliar a vacinação e a testagem de covid-19: “A partir do momento que o número de casos ele progride ou regride, nós vamos remodelando a rede, e isso é deixado muito claro para a população. Se for necessário colocarmos uma unidade de referência, o faremos, mas neste momento pedimos que a população procure as unidades básicas de saúde”.

Ao sentir sintomas leves, o paciente deve buscar a unidade básica de saúde mais próxima de sua residência, onde será referenciado, de acordo com a sua necessidade.

Ao se tratar de sintomas mais graves, a população deve procurar uma unidade de pronto atendimento (UPA).

 Agência Acre/Taís Nascimento 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS