2 dezembro 2022 7:11
2 dezembro 2022 7:11

Saúde Estado realiza mutirão odontológico no Complexo Penitenciário de Rio Branco

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), em parceria com o Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), realiza nesta segunda e terça-feira, 21 e 22, um mutirão de atendimento odontológico no Complexo Penitenciário de Rio Branco. Cerca de 200 presos, incluindo os do sistema provisório, regime fechado, segurança máxima e a unidade feminina serão beneficiados.

Cerca de 200 reeducandos serão beneficiados com as ações em saúde bucal. Foto: Cássia Veras/ Sesacre

Os atendimentos estão sendo coordenados pela Divisão de Odontologia da Sesacre, com o apoio da equipe odontológica do complexo. De acordo com o cirurgião dentista e chefe da divisão, João Leite, a iniciativa tem por objetivo a redução da demanda reprimida dos serviços em saúde bucal na população carcerária. A exodontia, extração do dente, é o principal procedimento realizado na ação.

“Durante a pandemia os mutirões foram suspensos, o que aumentou a demanda. A unidade aqui não fechou, mas a orientação do Ministério da Saúde (MS) era que se priorizasse os atendimentos de urgência e emergência, respeitando os protocolos sanitários da covid-19. Nosso intuito aqui é dar suporte à Unidade de Odontologia do Complexo Penitenciário e assistir essas pessoas”, disse.

Os atendimentos estão sendo coordenados pela Divisão de Odontologia da Sesacre, com o apoio da equipe odontológica do complexo. Foto: Cássia Veras/Sesacre

Segundo a chefe da Divisão de Saúde Prisional, Ingrid Suárez, em alusão ao Novembro Azul, a instituição buscou a parceria com a Secretaria de Saúde. “Hoje nós temos duas dentistas, mas para a quantidade da nossa população carcerária acaba sendo insuficiente. Então, esse reforço que a Sesacre está dando é de suma importância”, destacou.

Para o reeducando A.A.S., a equipe odontológica do complexo é necessária. “O dentista aqui nos atende bem. Quando estamos sentindo dor, pedimos uma consulta. Se precisar arrancar um dente eles arrancam e nós, que estamos aqui dentro, sempre precisamos desses atendimentos”, afirmou.

Agência Acre/Cássia Veras

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS