6 dezembro 2022 9:36
6 dezembro 2022 9:36

Saiba quanto vai custar o botijão de gás depois do reajuste

Gás de cozinha terá modificações no valor. Novidade pode pegar muitos brasileiros de surpresa.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O gás de cozinha é um dos produtos essenciais para a vida dos brasileiros. Ele possibilita que a população possa cozinhar diariamente e assim manter a alimentação em dia. Contudo, seu preço pode ser um empecilho neste momento.

O Governo busca saídas para ajudar os mais vulneráveis a conseguir esse produto. Porém, os valores impactam o país como um todo. Agora, é possível que ele passe por um reajuste que pode surpreender os brasileiros

Gás de cozinha com novo preço

Durante o dia 16 a Petrobras comunicou uma redução nos valores do gás de cozinha (GLP). A quantia será diferente ao ser vendida para as distribuidoras. Dessa maneira, a partir do dia 17, o preço médio deixa de ser R$ 3,7842/kg e passa para R$ 3,5842/kg. A diminuição do valor equivale a 5,3%.

Com essa novidade, os valores para os consumidores também serão modificados. Assim, de acordo com a empresa, a quantia do botijão de 13 kg pode ser equivalente a R$ 46,59.

Vale lembrar que essa redução é a quarta consecutiva. A última vez que ocorreu modificação foi no dia 22 de setembro. Na época, o preço do botijão ficou em R$ 49,19. No entanto, a trajetória já era de alta antes.

Assim, para o consumidor o valor está diferente. No último dia 12, o produto era vendido pela média de R$ 110,42. Os dados são da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Desse total, R$ 49,19 são pagos diretamente para a Petrobrás.

Ajuda para população

Observando os preços, percebemos que o valor do botijão de gás é elevado. Dessa maneira, brasileiros em situação de vulnerabilidade possuem ainda mais dificuldade de comprá-lo. Para tentar ajudar essas famílias, o Governo Federal possui um programa social.

O famoso Vale-Gás, como ficou conhecido, repassa parcelas para auxiliar na compra do botijão. Assim, o valor é pago em meses alternados para a população. Sua última parcela foi em outubro, logo, espera-se a quantia em dezembro.

Tradicionalmente, o benefício oferece 50% do preço médio do botijão de gás de cozinha de 13 kg. Contudo, durante o mês de agosto, uma nova PEC modifica temporariamente a regra.

Agora as famílias estão recebendo uma quantia referente a 100% do benefício. Porém, essa novidade está disponível apenas até o mês de dezembro deste ano.

Como comentado acima, o preço médio é calculado pela ANP. Assim define-se a quantia que será repassada para a população. Logo, o valor chega junto com a parcela do Auxílio Brasil do mês em questão. Durante o mês de dezembro o valor chegará para os brasileiros nos seguintes dias:

  • NIS de final 1 recebe no dia 12 de dezembro;
  • NIS com final 2 recebe no dia 13 de dezembro;
  • NIS com final 3 recebe no dia 14 de dezembro;
  • NIS com final 4 recebe no dia 15 de dezembro;
  • NIS com final 5 recebe no dia 16 de dezembro;
  • NIS com final 6 recebe no dia 19 de dezembro;
  • NIS com final 7 recebe no dia 20 de dezembro;
  • NIS com final 8 recebe no dia 21 de dezembro;
  • NIS com final 9 recebe no dia 22 de dezembro;
  • NIS com final 0 recebe no dia 23 de dezembro.

Vale lembrar que os beneficiários são selecionados automaticamente pelo Ministério da Cidadania. Assim, para receber é necessário estar presente nos dados do governo. Isso se dá através do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Vale-gás vai acabar?

Devido à aprovação da chamada PEC Kamikaze, o vale-gás passou por um aumento considerável. A medida em questão foi aprovada em julho, passando a valer somente em agosto.

Entretanto, a prescrição era de que a parcela aumentada durasse somente até dezembro deste ano, como o valor de R$ 600 do Auxílio Brasil.

Por esse motivo, é provável que no ano que vem os repasses voltem a ser equivalentes a somente 50% do valor do botijão de 13kg, o que indica que não será encerrado, mas não há informações adicionais sobre a permanência do valor atual até agora.

Fonte: Pronatec

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS