6 fevereiro 2023 4:13
6 fevereiro 2023 4:13

Queda de helicóptero eleva para três as mortes misteriosas de chefões de criptomoedas

O bilionário russo Vyacheslav Taran, de 53 anos, morreu no dia 25 de novembro após o helicóptero em que viajava cair perto da cidade francesa de Villefranche-sur-Mer, depois de decolar de Lausanne, na Suíça, com destino a Mônaco.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Taran foi o fundador do Forex Club, era presidente da Libertex Group e sua morte é a terceira de um empresário de criptomoedas que ocorre recentemente. No momento do acidente, por volta das 13h, o tempo na região era bom e propício para o voo. Um passageiro que deveria embarcar no mesmo helicóptero não embarcou, o que também levantou suspeitas.

Dois dias antes da morte do bilionário russo, o chinês Tiantian Kullander, co-fundador da Amber Group e membro da lista “30 Under 30” da Forbes em 2019, morreu enquanto dormia, aos 30 anos.

Já em 29 de outubro, o russo Nikolai Mushegian, de 29 anos, morreu afogado em uma praia de Porto Rico, horas depois de postar em seu Twitter que a CIA e a Mossad (serviço secreto de Israel) estavam tentando matá-lo. Sua família, porém, já demonstrava preocupação com sua saúde mental e acredita que a morte de Mushegian, cofundador da plataforma de empréstimos de criptomoedas MakerDAO e da stablecoin Dai, não foi um crime.

Acidente será investigado

Uma investigação sobre as circunstâncias do acidente que levou a morte de Taran e do piloto da aeronave foi iniciada pelas autoridades francesas e pela Airbus, fabricantes do helicóptero H130.

IstoÉ

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS