8 dezembro 2022 4:02
8 dezembro 2022 4:02

PT expulsa prefeitos Jerry Correia, Fernanda Hassem e Isaac Lima

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

A Executiva Estadual do Partido dos Trabalhadores (PT), decretou, em reunião deliberativa realizada na última segunda-feira, 14, a abertura de procedimento de expulsão de prefeitos e vereadores por infidelidade partidária cometida nas eleições estaduais de 2022.

De acordo com a direção petista, a decisão ocorreu devido a vários pedidos de abertura de processo disciplinar e expulsão por infidelidade partidária, nos termos do Art 227 do Estatuto do PT, dentre eles, estão os prefeitos Jerry Correia Marinho, de Assis Brasil; Fernanda de Souza Hassem, de Brasiléia, e Isaac de Souza Lima, de Mâncio Lima e os vereadores Juraci Pacheco de Morais, de Assis Brasil; Lessandro Jorge André Lopes e Elenilson da Silva Santos, de Brasiléia; Renan da Costa Silva, Jean de Almeida Figueiredo e Joel Ferreira Lima, de Mâncio Lima, e Edesio Matos dos Santos, de Marechal Thaumaturgo.

Após a reunião, o PT destacou que dará início às representações apresentadas e iniciar o processo interno de instrução e julgamento. “Dar ciência imediatamente às direções municipais correspondentes de cada filiado ou filiada, a abertura dos referidos processos disciplinares”.

O partido também resolveu notificar os denunciados para que apresentem defesa escrita, no prazo máximo de 10 (dez) dias a partir do recebimento da notificação, conforme o Artigo 234, alínea “A” do Estatuto. “A reunião do diretório estadual que julgará os processos disciplinares será marcada após o recebimento das defesas escritas e ocorrerá em Rio Branco, na sede do Partido, assegurando às direções municipais dos diretórios dos denunciados o direito à participação com voz”, encerrou.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS