23 novembro 2022 5:59
23 novembro 2022 5:59

Prefeito Bocalom acompanha andamento do projeto 1.001 moradias populares em um único dia

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Após apresentar o projeto 1.001 Dignidades aos prefeitos de São Paulo e Campinas e, também, em Portugal, na Universidade de Coimbra, o prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, se reuniu na manhã desta terça-feira (22), na madeireira Canaã, com técnicos e engenheiros para acompanhar o andamento do projeto que irá mudar a história da capital acreana: a construção de 1.001 moradias populares em um único dia.

Segundo o prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, o projeto é um trabalho revolucionário e vai mostrar para todos que precisamos aproveitar o máximo das madeiras que existem nas serrarias, pois elas seriam descartadas e queimadas. Além das madeiras que foram refugadas de importação, que a Agrocortex está colocando à disposição.
“São quase 10 mil metros cúbicos transformadas em aproximadamente 3 mil metros de madeiras beneficiadas, para construir as casas e tirarmos, pelo menos, 1001 famílias de áreas de esgotos, onde o rio alaga todos os anos e mesmo aqueles que são de aluguel social.”

 

A engenheira florestal, Mayara Bruna, frisou ser muito gratificante ver um prefeito falar de uma economia de carbono e também praticar. Ela elogiou o prefeito por ter esse olhar.

“Nós tínhamos a madeira, mas não tínhamos um uso sustentável para ela e o prefeito com esse olhar disse que tem uma causa que abraça que é da população carente e que precisa atendê-las. Para nós é um motivo de muita gratidão o nosso problema virar solução.”

O prefeito disse ainda que recentemente esteve em alguns lugares e falou sobre o projeto e todos ficaram encantados.

“Fiquei muito feliz de ver o prefeito de São Paulo empolgado com o projeto, do mesmo jeito foi em Campinas, e também em Portugal, o prefeito e na Universidade de Coimbra, enfim, onde apresentamos o projeto foi muito bem recebido.”

O prefeito acrescentou que mesmo o projeto estar iniciando, está sendo muito cauteloso. “Iremos começar por esses dias na prática, Hoje fizemos reunião com os técnicos que vão começar a fazer a seleção da madeira pra depois fazermos os recortes. Tudo está andando bem dentro do cronograma”, concluiu.

Assessoria

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS