6 dezembro 2022 9:45
6 dezembro 2022 9:45

‘Precisamos ser antirracistas’, diz Lula, no Dia da Consciência Negra

"O racismo é filho do ódio e da intolerância e desumaniza a todos nós. E por isso é uma luta de todos", publicou o petista.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

No dia da Consciência Negra, o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi às redes sociais destacar que ainda hoje “existe um racismo silencioso e cúmplice” no Brasil expressado nas oportunidades negadas à maioria dessa população. Na publicação, o petista afirma que para um futuro de justiça e democracia, “precisamos ser antirracistas”.

“O racismo é filho do ódio e da intolerância e desumaniza a todos nós. E por isso é uma luta de todos”, publicou o petista. “A escravidão começava pelo esquecimento da humanidade do povo negro. E o racismo se mantém até hoje pelo esquecimento do processo que nos formou como nação. O Brasil foi o último país a abolir a escravidão nas Américas” continuou.

Pedindo um País sem racismo, Lula declarou que é possível chegar nesse futuro “cultivando o amor e o respeito, com igualdade de direitos e oportunidades”.

“O 20 de novembro, dia da Consciência Negra, data da morte de Zumbi dos Palmares, marca uma triste página do Brasil que não podemos esquecer. Mas também recorda a luta do povo negro por sua libertação”, concluiu.

 POR ESTADAO CONTEUDO

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS