23 novembro 2022 8:48
23 novembro 2022 8:48

PM e PRF apreendem caminhão com mais de 300 quilos de cocaína

O material ilícito foi encaminhado à Polícia Judiciária para destruição. O motorista, que afirmou desconhecer a existência das drogas, também foi conduzido à Autoridade Policial, permanecendo à disposição do Poder Judiciário

Por Rondoniaovivo

- Publicidade -

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Rondônia, no início de tarde desta quarta-feira (23), realizando atividade de enfrentamento ao tráfico de drogas em região de fronteira, no município de Pimenta Bueno, interceptou um carregamento de cloridrato de cocaína e também de pasta base, transportados em compartimentos ocultos de um caminhão carregado com recicláveis. O veículo foi carregado na região de fronteira e tinha como destino a Região Sudeste.

Por meio de denúncia anônima, na qual o delator afirmou existir um considerável aumento de transporte de drogas no estado de Rondônia, em razão do empenho das forças policiais em ações de desbloqueio de pista, nossas equipes encontraram o veículo indicado e realizaram procedimentos de fiscalização avançada. Devido às características da ocorrência, foi necessário solicitar apoio do uso de cães policiais, desta forma, uma equipe da Polícia Militar de Rondônia em Cacoal foi demandada para auxiliar na ocorrência.

Foto: Divulgação

No total, 304,68 Kg de drogas ilícitas, sendo a maior parte (cerca de 200 tabletes) de pasta base e o restante (95 tabletes) de cloridrato de cocaína – forma mais pura do ilícito encontrados, com elevado valor agregado – foram encontrados em compartimentos secretos na carroceria da carreta. Com objetivo de dar maior robustês ao flagrante e também para evitar futuros questionamentos sobre a possibilidade de o material ser constituido por “rapadura” ou “farinha” transportados em meio não convencional, a substância apreendida foi submetida, por amostragem, ao teste “Tiocianato de cobalto”, tendo o resultado positivo para cocaína.

O material ilícito foi encaminhado à Polícia Judiciária para destruição. O motorista, que afirmou desconhecer a existência das drogas, também foi conduzido à Autoridade Policial, permanecendo à disposição do Poder Judiciário.

Conforme estimativa da Polícia Rodoviária Federal, o quilo da drogas ilícitas está avaliado em R$ 120 mil (pasta base) e R$ 180 mil (cloridrato). O prejuízo estimado aos criminosos é de R$ 45 milhões.

As forças de segurança pública do Estado de Rondônia já haviam manifestado informações sobre possibilidades de o crime organizado estar utilizando o momento atual para realizar mais ações contra a sociedade. Em razão dos diversos pontos de bloqueio de trânsito, muitas equipes foram redirecionadas da atividade de policiamento e fiscalização para atuar no controle dos pontos críticos. O fato gera uma janela de oportunidade para os infratores da lei.

A apreensão de hoje está alinhada com a análise acima. Menos de 24 horas após o retorno da normalidade nas condições de trânsito nas BRs de Rondônia, nas quais podem ser observadas manifestações porém, sem bloqueios de trânsito, nossas equipes puderam retornar o foco de ação para o enfrentamento ao crime organizado em região de fronteira e realizaram um apreensão milionária, que possivelmente passaria desapercebida no meio dos transtornos causados por extremistas que insistem em fechar estradas e rodovias.

Rondônia não produz cocaína, mas é um dos estados que faz fronteira com a Bolívia (um dos três países com maior produção da droga no mundo), tornando nosso território um dos corredores de escoamento da produção andina, que é destinada ao rentável mercado europeu. Nesse cenário, esta apreensão representa mais um duro golpe ao crime organizado do tráfico internacional de drogas.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS