24 novembro 2022 1:00
24 novembro 2022 1:00

Pedro Longo diz que ciclo dele como líder do Governo terminou e que Gladson deve dar show no segundo mandato

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O deputado estadual Pedro Longo (PDT), reeleito esse ano folgado, com 7.732 votos, considera que sua missão de líder na Assembleia Legislativa termina agora no final do ano. Inclusive ele já informou sua posição ao governador e a Casa Civil. “Vou assumir outras missões aí pela frente. Vamos ver como é que fica a composição da mesa diretora em que temos outros desafios nesse novo mandato”, disse à coluna. Líder com passagem marcante na missão, esse juiz de direito aposentado deu lição, sobretudo, na hora de construir pontes com a oposição, graças a seu estilo pacificador. Se fala nos bastidores, inclusive, que ele poderia ajudar o Governo talvez assumindo alguma pasta, mas isso ele não confirma. Longo acredita muito no governador reeleito, Gladson Cameli, pelo que fez e pelo que vem por aí. “Vejo com muito otimismo esse segundo mandato. Acho que será um Governo muito focado na gestão, no aperfeiçoamento e treinamento, realização de obras. A reforma administrativa vai apontar para uma melhor estruturação do governo, que tá a sobreposição de funções e existem recursos também em caixa e bastante razoáveis para que o segundo mandato, os próximos quatro anos, sejam focados em obras e no desenvolvimento econômico do Acre, com o agronegócio, atração de indústrias. São esses projetos estruturantes que o governador gostaria de concluir e que conta com o nosso apoio lá na Assembleia para que se realize”, disse.

Fusão PSC/Podemos

Presidente do PSC, o advogado Robson Aguiar disse que já está em plena conversa com o presidente do Podemos, ex-deputado Ney Amorim, sobre como ficarão os dois partidos no Acre com a fusão nacional que vai acontecer. Semana que vem tem mais detalhes, segundo ele.

Na final

Antônio Aquino Lopes, vice-presidente da CBF, confirmou que o governador Gladson Cameli (PP) estará no Catar, caso o Brasil vá para final.

Força do Juruá

Reeleita para o quarto mandato consecutivo, com 10.485 votos, a segunda maior votação da história, a deputada estadual Maria Antônia (PP) vai ter mais espaço nesse segundo mandato do governador Gladson Cameli (PP). E o marido dela, o Déda, deve disputar a prefeitura de Rodrigues Alves ou de Mâncio Lima. Notícias do Juruá dão conta de que ele é favorito nos dois municípios.

Debate inevitável

Gladson Cameli não falou ainda nem mesmo sobre seu segundo mandato, quanto mais sobre a disputa pelas prefeituras em 2024. Mas nos bastidores aliados e adversários já estão fervilhando com esse assunto. Ao redor do próprio Gladson, tem muitos nomes sendo empoderados, pela capacidade que tem de estarem competitivos daqui a dois anos. Socorro Neri, Petrônio Antunes, Ney Amorim e Nicolau Júnior são alguns desses.

Felicitações ao Weverton

Goleiro da seleção brasileira, e o primeiro acreano a disputar uma Copa do Mundo, Weverton recebeu felicitações de alguns figurões do Acre hoje cedo, dia de estreia do Brasil. O governador Gladson e o ex-deputado Nei Amorim foram alguns deles.

Euforia boa

Na família Miranda ninguém esconde mais que o futuro espera pelo agora senador eleito Alan Rick (UB) numa disputa para o governo em 2026. Ele, inclusive, vai trabalhar ainda mais algumas mudanças necessárias para que, sobretudo a partir do ano que vem, se misture ao povão.

Evandro Cordeiro/Acre News

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS