24 novembro 2022 2:04
24 novembro 2022 2:04

“Nova Steve Jobs” é condenada a 11 anos de prisão por fraude nos EUA

Elizabeth Holmes fundou a empresa Theranos, que chegou a valer US$ 9 bilhões e prometia exames de sangue revolucionários

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

A controversa empresária Elizabeth Holmes, de 38 anos, fundadora da Theranos, foi condenada a 11 anos de prisão por fraude na Califórnia (EUA). Em seu auge, ela foi chamada de “nova Steve Jobs” e a companhia chegou a ser avaliada em até US$ 9 bilhões.

Os promotores, durante o julgamento, sustentaram que Holmes desinformou médicos e pacientes intencionalmente sobre a eficácia do teste Edison, grande carro-chefe da Theranos. A promessa era de que as máquinas desenvolvidas pela ex-estrela do Vale do Silício detectariam uma série de doenças com apenas algumas gotas de sangue pelo custo de cerca de um quarto dos exames tradicionais.

“Estou arrasada pelos meus erros. Sinto uma dor profunda pelo que as pessoas passaram porque falhei com elas”, disse a empresária durante a audiência, na cidade de San Jose. A empresária chorou durante a leitura de um texto em frente ao juiz Edward Dávila.

Kevin Downey, advogado de Holmes, argumentou que sua cliente não teria sido motivada pela ganância, ao contrário de alguém que comete “grandes crimes”. A defesa pretende recorrer da pena determinada e pedir que ela aguarde em liberdade até a análise dos recursos.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS