1 fevereiro 2023 1:51
1 fevereiro 2023 1:51

Neymar tem febre e delegação, sintomas gripais; Brasil pode ter casos de Covid

Pelo protocolo da Fifa para a Copa do Mundo, não há obrigatoriedade de testes de coronavírus apenas recomendação

Por O Tempo sports

- Publicidade -

A delegação do Brasil na Copa do Mundo do Qatar tem pessoas com sintomas de gripe. Entre os jogadores, Antony e Bruno Guimarães relataram o problema. De acordo com Vinicius Junior, Neymar também teve febre.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) não demonstra agora preocupação com a questão. Os atletas são monitorados pelo departamento médico, mas a situação não é tratada como um surto ou uma crise.

No fim de semana, Bruno Guimarães teve um mal-estar e vomitou. Antony apresentou sintomas leves sendo poupado de dois treinamentos. Nesta segunda-feira (28), ambos entraram no segundo tempo da vitória por 1 a 0 sobre a Suíça, sem aparentes limitações.

“Acho que foi devido ao ar-condicionado. Eu estava com dor de garganta, com tosse, mas agora estou 99%. Não foi só comigo. Outros jogadores também sentiram, ficaram com tosse e a garganta ruim, mas eu fiquei pior”, disse Antony.

O ar-condicionado mencionado pelo jogador é o sistema de refrigeração usado em quase todas as arenas da Copa – a exceção é justamente o estádio 974, em Doha, onde o Brasil encarou a Suíça. As temperaturas na parte externa chegam a superar os 30º C, mas o ambiente interno, inclusive o campo, é mantido com o termômetro entre 18º C e 24º C.

Os médicos da seleção não confirmaram se essa diferença foi o que causou o mal-estar de Antony. Também não confirmaram a informação de que Paquetá seja mais um na lista de combalidos – foi substituído no intervalo.

Quanto a Neymar, que está em tratamento devido a uma lesão no tornozelo e nem foi ao estádio, coube a Vinicius Junior dizer que o problema ortopédico não é o único. “Ficou triste porque não pôde vir. Está um pouco mal, não só pelo pé mas um pouco de febre também. Estamos torcendo para que ele se recupere o mais rapidamente possível”, afirmou.

Pelo protocolo da Federação Internacional de Futebol (Fifa) para a Copa do Mundo, não há obrigatoriedade de testes de Covid-19. Apenas uma recomendação.

Alex Sandro pede substituição, mas diz estar bem Após uma estreia com duas lesões mais sérias, que manterão Danilo e Neymar afastados ao menos até o fim da primeira fase, o Brasil teve uma partida em que terminou quase inteiro. Alex Sandro foi o único que pediu substituição, já no finzinho, porém disse estar bem.

“Eu senti um cansaço a mais, mas me sinto bem e espero estar 100% para o próximo jogo. O treinador me tirou, tudo certo”, afirmou o lateral esquerdo, trocado por Alex Telles aos 41 minutos do segundo tempo.

Segundo Tite, Alex “sentiu a perna, o [músculo] adutor”. O técnico, no entanto, assim como o atleta, não se mostrou preocupado. O Brasil encerrará sua participação no Grupo G na próxima sexta-feira (2), contra Camarões. (Folhapress)

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS