23 novembro 2022 5:07
23 novembro 2022 5:07

Na Aleac, deputado arrependido pede que o Partido Podemos assine carta de liberação ou expulsão

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Arrependido de ter disputado as eleições pelo partido “PODEMOS”, o deputado Neném Almeida usou o pequeno expediente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), hoje (22), para “chorar” as consequências da derrota nas “Eleições 2022”. O parlamentar que tentou a reeleição acusa a sigla de ter “tirado o seu mandato”.

Almeida disse que computou mais de seis mil votos, sem a devida ajuda do PODEMOS. Ele diz que a direção não fez contato com os candidatos nem mesmo após as eleições e que durante o pleito, a sigla não entregou ou dividiu de forma justa o material de campanha e nem mesmo cumpriu com os acordos estabelecidos.

“Peço ao meu partido, a minha carta de liberação ou expulsão. Mesmo depois da eleição, fiquei calado, esperando por uma reunião para explicar o que aconteceu na eleição deste ano (…) Aqui no Acre o Podemos não fez nada, exatamente nada do combinado. O partido nos enrolou totalmente. A nacional cumpriu com tudo, com repasse de R$ 6 milhões de reais. Aqui não foi honrado o combinado”, disse Almeida.

Neném ressaltou que os votos que recebeu seriam suficientes para ser eleito em qualquer outra sigla. Ainda nas suas considerações, o deputado derrotado pediu para que o PODEMOS assine a carta de liberação ou possa promover sua expulsão. E usando um tom de arrependido, o deputado enfatizou que foi infeliz por não ter escutado os conselhos dos amigos.

“Eu peço a liberação ou a expulsão sob o risco de ficarem com os meus seis mil votos. Esses votos são meus! Não é justo que eu saia e o partido fique com os votos. Eu não peço para sair porque a legislação é clara com relação a isso, quem pede pra sair, os votos ficam para as siglas. (…) Disseram pra mim pular fora desse barco, mas eu resolvi acreditar no PODEMOS. Infelizmente meus colegas estavam certos”, concluiu.

Por Wanglézio Braga/Acre News

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS