28 novembro 2022 7:58
28 novembro 2022 7:58

Mau presságio? Peixe que ‘anuncia’ tragédias encontrado em praia do Chile

De acordo com a cultura japonesa, o achado indica que em breve vai acontecer uma tragédia.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Um grupo de pescadores do Chile compartilhou nas redes sociais a fotografia de um peixe-remo que apareceu em uma praia na ilha Talcán. A imagem está dando o que falar.

À partida, não parece nada de extraordinário. Na foto vê-se um peixe comprido, semelhante a uma serpente, em cima de umas rochas. Contudo, é quase impossível obter um registro deste animal, que vive nas profundezas do mar, entre os 200 e os mil metros de profundidade.

E é, muito provavelmente, devido ao fato de a probabilidade de isto acontecer ser tão remota, que o aparecimento de um peixe-remo em terra é, para alguns, presságio de grandes tragédias.

De acordo com o site de notícias TN, segundo a cultura japonesa, o achado indica que, em breve, vai acontecer um dos dois maiores desastres naturais que podem acontecer na Terra: um terremoto ou um tsunami.

O caso fica ainda pior já que é a segunda vez, em poucos meses, que um peixe-remo é encontrado no Chile.

A lenda de Namatsu

A superstição sobre esse peixe, visto como ‘o mensageiro do Palácio do Deus do Mar’, no Japão, é baseada na lenda de Namatsu, onde a espécie é considerada uma serpente marinha gigante que faz com que a terra se mova e crie terremotos

Além disso, de acordo com a mesma crença, quem o encontra é alvo de uma maldição pois tem de alertar o mundo para o suposto evento catastrófico “que vem do mar” em breve.

Opinião científica

Ao Japan Times, o sismólogo Kiyoshi Wadatsumi revelou que este mito pode ter algo de verídico. Os peixes de profundidade, como é o caso do peixe-remo, são mais sensíveis às falhas geológicas do que as espécies de superfície. Desta forma, o aparecimento de um deles à tona de água ou já morto, em terra, pode ser um alerta para um desastre natural iminente.

POR NOTÍCIAS AO MINUTO BRASIL

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS