28 novembro 2022 5:13
28 novembro 2022 5:13

Mais de 79 mil militares receberam Auxílio Emergencial indevidamente

De acordo com Tribunal de Contas da União, no primeiro mês de pagamento do Auxílio, apenas o Ministério da Cidadania tinha acesso aos nomes dos beneficiados

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O Tribunal de Contas da União (TCU) identificou mais de 79 mil militares que receberam indevidamente o Auxílio Emergencial, ainda no primeiro mês que o benefício foi concedido. De acordo com o presidente do TCU, Bruno Dantas, os nomes dos beneficiados eram de conhecimento apenas do Ministério da Cidadania.

“O TCU identificou logo no primeiro mês [de pagamento do auxílio] mais de 79 mil militares que recebiam indevidamente o Auxílio Emergencial. Por que indevidamente? Porque um dos critérios de elegibilidade [para receber o benefício] era que as pessoas fossem desempregadas. Então quem era militar não podia receber aquele auxílio”, disse Dantas.
Após o primeiro mês de pagamento do Auxílio, a lista dos beneficiários se tornou pública e foi disponibilizada na internet.

Ontem (16/11), o TCU apresentou ao governo de transição da Presidência da República uma série de relatórios de riscos na administração pública federal. O documento aponta 29 áreas críticas da máquina pública.
Estado de Minas
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS