8 dezembro 2022 5:42
8 dezembro 2022 5:42

Justiça do Acre aceita denúncia contra homem que invadiu escola e tentou matar a ex com facada no pescoço

Denúncia foi recebida, no dia 17 de novembro, e dá prazo de 10 dias, a partir da citação, para que Cordeiro possa apresentar sua defesa.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O juiz Alesson Braz, da 2ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Rio Branco e Auditoria Militar, aceitou denúncia contra Jairo da Silva Cordeiro, de 29 anos, por tentar matar a ex-companheira degolada enquanto ela trabalhava em uma escola.

A denúncia foi recebida no dia 17 de novembro, e dá prazo de 10 dias, a partir da citação, para que Cordeiro possa apresentar sua defesa.

O crime ocorreu no dia 14 de setembro, quando a auxiliar de serviços gerais, Adriana Araújo, de 35 anos, trabalhava na escola Neutel Maia. Ela foi ferida com uma facada no pescoço, porque Cordeiro não aceitava o fim do relacionamento.

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento do tentativa de feminicídio. A mulher está limpando o corredor, duas pessoas passam por ela, e o homem vem por trás e ataca. Ele corre por um lado. Ela solta o rodo, e corre na direção oposta com as mãos no pescoço.

Suspeito foi preso pela Polícia Civil

O agora réu no processo, que está preso na Unidade Penitenciária de Senador Guiomard, deve ser julgado pelo crime de tentativa de homicídio qualificado por motivo torpe, recurso que dificultou a defesa da vítima, feminicídio e violência doméstica.

Na época do crime, Cordeiro fugiu, mas a Polícia Civil conseguiu prendê-lo, na região da Baixada, logo depois. Com ele, foi encontrada a faca usada no crime.

Ele era monitorado e também trabalhava na escola, mas teria sido desligado depois de descobrirem que ele cortou a tornozeleira.

A vítima foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada para o Pronto Socorro de Rio Branco e levou 15 pontos. Após o atendimento recebeu alta.

A Gazeta do Acre/Alcinete Gadelha

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS