25 novembro 2022 2:52
25 novembro 2022 2:52

Homem que teve 95% do corpo queimado após colchão em que dormia pegar fogo morre

Caso aconteceu no sábado (12), em Sarandi; morte foi confirmada pelo hospital. Socorristas acreditam que curto-circuito com cabo do carregador do celular causou o incêndio.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Morreu neste domingo (13) um homem que teve 95% do corpo queimado após um incêndio ter atingido o colchão em que ele dormia em Sarandi, no norte do Paraná. A informação foi confirmada pelo hospital onde Valdinei José dos Santos, de 29 anos, estava internado.

O caso aconteceu no sábado (12).

De acordo com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), um celular estava conectado no cabo do carregador com fios descascados ao lado do colchão. Os socorristas acreditam que um curto – circuito causou o incêndio.

A vítima foi socorrida em estado grave e encaminhada para o Hospital Bom Samaritano, em Maringá, onde ficou internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

A polícia ainda investiga as causas do acidente.

Cuidados com carregador

De acordo com o tenente Pedro Seki do Corpo de Bombeiros, é preciso ter cuidado na hora de manusear um celular com o aparelho plugado na tomada. Veja abaixo dicas.

“Os fabricantes alertam para não utilizar carregadores inflamáveis ao lado da cama e isso ou na hora que estiver conectado na tomada, pois pode sobreaquecer e causar até explosão da bateria”, explicou.

Como se proteger ao usar o celular enquanto ele carrega — Foto: Daniel Ivanaskas/Arte g1
Como se proteger ao usar o celular enquanto ele carrega — Foto: Daniel Ivanaskas/Arte g1

1. Tire o celular da tomada durante chuvas fortes e de longa duração

Durante tempestades, é possível que um raio atinja a rede elétrica da casa, gerando uma grande tensão que pode chegar até o celular. Há risco de choque se alguém estiver usando o telefone.

Por isso, evite usar o aparelho conectado na tomada durante chuvas.

2. Use carregador e cabos originais

Os carregadores originais dos smartphones e outros produtos eletrônicos passam pela certificação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e contam com um selo.

Eles possuem componentes mantém uma tensão muito baixa para dar choque. É a opção mais segura para carregar o aparelho em qualquer circustância.

  • Quais os riscos de carregar o celular com um cabo estragado, falso ou defeituoso?

Carregadores paralelos que não são certificados ou recomendados pelas próprias fabricantes podem não ter alguns itens de segurança, além de possivelmente passarem mais carga do que o recomendado.

Evite ainda o uso de adaptadores e muito cuidado com tomadas com mau contato.

3. Bateria também original

É importante também que a bateria instalada no aparelho seja original. Versões paralelas não passam pelas certificações de segurança.

Fique atento com a expansão da bateria – se reparar que o celular está “inchado” ou que alguma parte da tela levantou, deixe de usar o telefone e o leve até uma assistência técnica. Os componentes químicos da bateria podem vazar e causar até explosões.

Fique de olho também na temperatura: se o aparelho estiver esquentando mais do que o normal, procure um especialista.

4. Não deixe o celular carregando debaixo de um travesseiro

É muito importante nunca abafar o celular enquanto ele estiver carregamento. Por isso, não deixe o aparelho de baixo de um travesseiro, cobertor ou até mesmo do seu corpo enquanto ele estiver na tomada.

Isso porque o aparelho naturalmente esquenta durante a carga e se não tiver ventilação adequada, pode superaquecer e causar problemas na bateria que geram risco à vida, como explosões.

Quando for dormir, deixe o aparelho longe de você e de objetos inflamáveis. É importante que você não seja pego de surpresa ou que corra grandes riscos caso ocorra um incêndio, por exemplo. São casos raros, mas a precaução é chave.

5. Em caso de telefonema, desconecte o celular do carregador

Caso aconteça algum acidente e o aparelho sofra uma descarga elétrica, ele não estará perto do seu rosto. Também é uma boa ideia não usar fones de ouvido com fio durante o carregamento.

6. Não carregue o celular em locais úmidos, como banheiro

Para evitar choques, não coloque o telefone para carregar em locais úmidos, como próximo a uma pia, banheira ou chuveiro. Também é importante não conectar ou desconectar o carregador com as mãos molhadas.

7. Se o aparelho estiver na tomada, procure usar calçado de borracha

A borracha é um material isolante e pode proteger de eventuais choques elétricos.

Por g1 PR — Maringá

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS