6 fevereiro 2023 8:28
6 fevereiro 2023 8:28

Grupo acusado de matar adolescente grávida em Mâncio Lima é condenado a mais de 126 anos de prisão

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) conseguiu na Justiça a condenação de cinco pessoas acusadas do homicídio de uma adolescente, ocorrido em 2019, no município de Mâncio Lima. O promotor de Justiça Ildon Maximiano Neto atuou no Tribunal do Júri.

De acordo com a denúncia, a adolescente de 14 anos estava grávida de 8 meses quando foi morta com dois tiros em sua própria casa. Ela estava dormindo com seu companheiro, quando os criminosos chegaram, invadiram a residência e efetuaram disparos de arma de fogo. A vítima morreu no local.

Conforme testemunhas do caso, o alvo seria o companheiro da adolescente, que também chegou a ser atingido com disparos, mas foi internado no Hospital do Juruá, em Cruzeiro do Sul, e conseguiu sobreviver.

Promotor Ildon Maximiano atuou na acusação

Em sessão presidida pelo juiz de Direito Marlon Martins Machado, ocorrida nesta terça-feira, 22, os acusados foram julgados pelos crimes de homicídio e por participação em organização criminosa.

Na decisão, os réus Sanderson da Silva Lima, Wallem Silva Barreto, Edmar Vieira da Silva, Leandro Melo Tavares e Uendel Yuri Rodrigues Maia foram condenados a penas, que somadas, chegam a mais de 126 anos de prisão.

[Ascom/MPAC]

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS