28 novembro 2022 8:24
28 novembro 2022 8:24

Foragido da justiça morre em confronto com a Polícia Militar

Após os trabalhos periciais de local, o corpo será recolhido pelo IML e será encaminhado ao Instituto Médico Legal, para dar continuidade aos trâmites de exames cadavéricos.

Por Angélica Florêncio/Ecos da Notícia

- Publicidade -

Um homem de 28 anos, identificado por Adalcimar Oliveira de Almeida, morreu após confronto com a Polícia Militar, neste domingo, 20, na Travessa Morada do Sol, bairro Taquari, região do Segundo Distrito de Rio Branco.

Arma encontrada com Adalcimar após o confronto com a polícia. Foto: Ecos da Notícia

De acordo com o tenente Ernísio do Bope, era feito um patrulhamento pelo GIRO (Grupo de Intervenção Rápida e Ostensiva) na região, quando os militares avistaram Adalcimar armado, o homem, ao ver as motos dos PMs, reagiu a abordagem, tentando se evadir no primeiro momento. A guarnição fez o cerco e o homem se abrigou no banheiro, atrás de uma parede, com a arma em punho, tentando reagir e alvejar algum policial.

Diante do perigo eminente, a equipe efetuou os disparos e ele foi atingido. Imediatamente, os policiais acionaram o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que logo se deslocaram até a ocorrência. Mas quando os socorristas chegaram, só puderam constatar a morte de Adalcimar.

Corpo do acusado aguardando a perícia da Polícia Técnica Cientifica. Foto: Ecos da Notícia

Segundo informações, uma breve pesquisa no sistema da segurança pública, mostra que o homem teria várias passagens pela polícia, e estaria foragido da justiça. Adalcimar respondia por três crimes, sendo homicídios, receptação e porte ilegal de armas.

Segundo moradores, a esposa do acusado, teria chegado da maternidade, e estava em casa de resguardo, quando aconteceu o confronto, e o marido morreu, no local.

Agentes de Polícia Civil da Equipe de Pronto Emprego (EPE), Bope (Batalhão de Operações Especiais), ROTAM (Rondas Ostensivas Tático Móvel) e a equipe de policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção á Pessoa (DHPP) se encontravam no local, acompanhando o trabalho da Polícia Técnica Científica e seus peritos. Após os trabalhos periciais de local, o corpo será recolhido pelo IML e será encaminhado ao Instituto Médico Legal, para dar continuidade aos trâmites de exames cadavéricos e liberação do corpo para a família preparar o cortejo fúnebre.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS