23 novembro 2022 5:56
23 novembro 2022 5:56

Fio de pão é usado para pegar sinal de TV e viraliza; Método funciona mesmo?

A técnica chamou atenção, e a publicação tem centenas de milhares de curtidas até a publicação deste texto

Por O Tempo

- Publicidade -

Com o crescimento do streaming, muitos brasileiros passaram a usar a TV apenas para reproduzir os conteúdos digitais disponíveis nos celulares. Mas com o início da Copa do Mundo e o desejo de ver os jogos da Seleção Brasileira, muita gente se viu atraída pela velocidade da transmissão da TV aberta. Para isso, é preciso de uma antena – o que pode ser um pouco mais fácil do que parece. Nas redes sociais, um rapaz publicou uma façanha curiosa: um pedaço de fio encaixado no buraco da antena conseguiu captar o sinal da televisão aberta. A técnica chamou atenção, e a publicação tem centenas de milhares de curtidas até a publicação deste texto, na segunda-feira (21). Mas, funciona mesmo?

Conceitualmente, qualquer pedaço de fio pode, sim, funcionar como uma antena. A diferença está na otimização do formato que interfere na qualidade da transmissão. A explicação é do mestre em engenharia elétrica pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Pedro Mattioli. “O maior risco é a imagem não ficar boa. É importante fazer a conexão certa no terminal [da televisão], e o custo é zero. O que pode acontecer é não ser a melhor transmissão, mas se a ideia é ter algo que antes não se tinha sem gastar nada, funciona”, diz.

“Fisicamente, o conceito de antena é de um dispositivo que consegue converter a energia eletromagnética guiada, aquela que propaga pelos condutores em energia irradiada, que propaga, por exemplo, pelo ar. Qualquer pedaço de fio pode se tornar uma, já que tem essa capacidade de converter energia guiada em irradiada. É importante notar que as antenas parabólicas, antenas comerciais, têm a geometria projetada e adaptada de forma a otimizar a conversão, o que não acontece no pedaço de fio. Então a gente pode esperar que não vai ser tão eficiente utilizar um quanto mantendo o comercial”, pontua.

O engenheiro pontua que não há potência suficiente para que o usuário seja vítima de choques elétricos, apesar de ser ideal saber manusear a fiação com segurança para não haver nenhum ferimento ou danos à televisão. É importante ressaltar que o método funciona em televisões que tenham o conversor de sinal analógico-digital embutido, como é o caso de grande parte dos aparelhos lançados nos últimos anos e vendidos no mercado de Belo Horizonte e região metropolitana.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS