24 novembro 2022 11:07
24 novembro 2022 11:07

Experimento de ciências dá errado e deixa 11 crianças feridas em explosão

O incidente ocorreu na escola pública Manly West, em Sidney, na Austrália

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Ao menos onze crianças de cerca de dez anos e um adulto sofreram queimaduras após uma atividade de ciências dar errado em uma escola primária em Sydney, na Austrália.

Segundo o site News Corp Austrália, o incidente ocorreu na escola pública Manly West, durante o experimento da “cobra negra”, que consiste no uso de bicarbonato de sódio, uma mistura de açúcar e um catalisador.

De acordo com o serviço de ambulância local, as condições climáticas tiveram influência na amplitude do incidente. “Os ventos fortes de hoje impactaram o experimento e espalharam alguns dos materiais”, disse o superintendente interino Phil Templeman.

Uma menina sofreu múltiplas queimaduras no corpo e precisou ser transportada de avião para o Hospital Infantil de Westmead.

Um outro estudante também precisou de atendimento médico especializado para queimaduras graves. Ele foi levando para o mesmo hospital, em uma ambulância.

As demais crianças sofreram queimaduras superficiais e foram levadas para hospitais da região. O paciente adulto também recebeu atendimento médico hospitalar e está em estado estável.

“As crianças sofreram queimaduras na parte superior do corpo, tórax, rosto e pernas; felizmente, a maioria dos alunos não ficou gravemente ferida”, disse Templeman.

A ministra da Educação, Sarah Mitchell, lamentou o incidente, ofereceu apoio do governo aos afetados e afirmou que o caso será investigado.

“Meus pensamentos estão com os alunos e funcionários afetados pelo incidente de hoje na Manly West Public School. Falei com o diretor esta tarde para oferecer meu apoio a toda a comunidade escolar e quero agradecer e reconhecer especialmente todos os funcionários da escola que agiram com tanta rapidez para prestar os primeiros socorros e chamar os serviços de emergência. Forneceremos todos os recursos que a comunidade escolar precisar nos próximos dias, incluindo aconselhamento para alunos e funcionários”, disse ela.

UOL-FOLHAPRESS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS